Mostrando postagens com marcador dinheiro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dinheiro. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

LITECOIN NAS ALTURAS: FINALMENTE!

Alta da Litecoin é só alegria


Olá amigos! Finalmente teve uma alta expressiva a criptomoeda LITECOIN que vinha me dando tristeza desde 2013, quando comprei essa joça após ler no blog do Pobretão os conselhos de outro nerd tetudo e me lascar!

Mesmo assim, sempre comprava algumas todo mês com um dinheiro que sobrava das despesas mensais, comprei em 2013, 2015, 2016 e começo de 2017.

Ontem para minha surpresa a Litecoin explodiu e bateu os R$1.400,00!!!! Vocês não sabem como estou feliz! Já vendi mais de 70% do que tinha estocado e agora não estou nem aí se hoje ou amanhã ela continuar subindo pois já tirei meu lucro e um peso das costas que carregava desde 2013!

Finalmente a redenção tão esperada desde 2013! Obrigado tetudo que sugeriu a Litecoin como especulação nos comentários do blog do Pobretão em 2012/2013


Dizem os grafistas e especialistas de internet que ocorreu a alta após uma empresa de games boicotar o Bitcoin em suas transações por causa do alto valor das taxas do bitcoin e da extrema lentidão que é fazer uma compra/venda de algum produto com ela, já que a Litcoin suporta entre 50 e 60 trasnsações por segundo enquanto o Bitcoin o máximo que aguenta são 6 transações por segundos.

Alguns caras estão dizendo quem em 2018 o Litecoin pode subir tão alto quanto o Bitcoin, mas na minha opinião, vai ocorrer o que ocorreu em 2013: subiu lá no alto e depois caiu pra menos de 20 reais ficando assim por meses.

Bom, já fiz o meu trade me livrando de quase todas as Litecoins que tinha e estou feliz como nunca!

Agora vamos ver o que vai acontecer em 2018 e talvez, venda o resto e assim fique finalmente milionário com Litecoin!

E vocês? Já pensaram em arriscar alguns trocados nessa febre? Aproveitem que isso não vai durar muito tempo não hein! Pressinto que os estados em breve vão criminalizar as criptomoedas e dai meu amigo: quem foi esperto lucrou, quem ficou com medo apenas vai ficar com o sentimento de "droga! porque não aproveitei essa onda! Ao invés de comprar cachaça ou sair com prostiranhas poderia ter comprado uns trocados dessas criptomoedas lixosas".



Att Gerson Ravv
  
***Uso valores em Reais BRL para facilitar *** 

domingo, 3 de dezembro de 2017

Perfil do Cliente Brasileiro

Os piores clientes do mundo - uma análise informal


Olá amigos do blog, tudo bem com vocês e suas carteiras de investimentos?

O texto de hoje será uma análise informal sobre o perfil do cliente médio brasileiro, uma análise simples, baseada nas minhas experiências como micro empresário em minha finada birósca e experiências como prestador de serviços MEI e empregado CLT em diversas atividades de trabalho.

CARÊNCIA AFETIVA: UMA CARACTERÍSTICA BRASILEIRA

Lembrando agora das minhas experiências broxantes com atendimento ao cliente na minha humilde birósquinha e anos e anos de atendimento direto ao cliente, trabalhando como analista de suporte e até (por incrível que pareça!), como analista programador, posso dizer com toda a certeza de que nosso povo sofre de uma carência afetiva abismal...

Como eu vejo clientes afetivamente carentes: consigo enxergar os reflexos da imbecilidade nos traços faciais desses sugadores de energia mental que tagarelam sem parar com a gente


O cliente médio brasileiro sofre de uma imensa carência afetiva: ele entra na loja ou no site do suporte, não para comprar um produto ou obter ajuda, na verdade, ele quer contar uma estórinha triste, discutir sobre política, falar de futebol e até obter sexo casual com quem o atende...

Lixo essa mentalidade do nosso querido povo brasileiro...

Lembro de uma cliente figurinha carimbada que eu atendia numa empresa de TI, eu fazia a ponte entre o DBA e o cliente final, essa mulher não sei o motivo, passou a me perseguir: só aceitava ser atendida por mim e isso se tornou um pesadelo, pois à cada 5 vezes que ela entrava em contato comigo, 4 eram para ficar falando bobeiras e sujeiras sexuais!

Ela entrava na linha dizendo que seu banco de dados estava com bloqueio por excesso de usuários online, eu checava e não tinha nenhum bloqueio e a avisava disso, a cara de pau então, confessava que ligou apenas "Para ouvir sua voz, seu tetinha da voz sensual seu marotão! Meu Viadão NEGRO cor de ébano!", FACEPALM!!!

Depois ficava por minutos falando que fantasiava que eu era NEGRO, igual o B.A. do Esquadrão Classe A e em seus sonhos loucos ela dizia que também fantasiava que eu era um VIADO BISSEXUAL NEGRO e sadomasoquista e no fim me convidava para ir passar um feriado prolongado em sua casa em Copacabana para traçar ela e seu marido médico...  PQP! VTNC!

Era um pesadelo atender essa tia, pois além de ser uma cliente VIP, por mais que eu pedisse foco no problema e atendimento ela sequer me ouvia, apenas ficava falando groselha sem parar.

Também quando trabalhei de suporte help desk, era comum ver colegas mulheres sofrendo assédio e até perseguição física real de malucos e malucas carentes que entravam na linha ou chat do suporte.

As idéias da tia... Se ela me conhecesse pessoalmente iria se decepcionar...


INTIMIDADE FORÇADA: CARACTERÍSTICA 100% BRASILEIRA


Outras experiências ruins que tive, foi quando na minha birósca, entravam clientes que eram completos malucos, mas no geral, quase todos, incluindo os "normais" sofriam de carência afetiva, uma necessidade de fazer amizade comigo, de ser "meu truta", de forçar uma intimidade que não tenho nem com meus parentes!!! AAAAAARGH! Como detesto isso! 

O cliente brasileiro é um horror: ele entra na sua loja, não para comprar uma laranja ou um produto qualquer, ele entra PARA FAZER SOCIAL com você.

Pra mim que sou introvertido, socializar com estranhos, sofrer intimidade forçada é quase como um ESTUPRO MENTAL! Um escarro na minha cara.

Lembro de um cara que de vez em quando aparecia lá na birosca, ele comprava uma porção de AÇAÍ, comia o negócio de pé ao mesmo tempo em que falava comigo sobre futebol (odeio futebol), depois passava para política (não voto desde que tirei o título, abomino politica), depois falava sobre sua igreja/religião e por fim, acabava por falar de seu desempenho sexual e até do tamanho do bacalhau da sua esposa! FACEPALM! Arrrrrgh! PQP! Dava vontade de gritar com ele: "Qual a necessidade desses papos cara! Pega seu açaí e seu troco e cai fora daqui! Me deixe em paz!".

CLIENTE GRINGOS: 100% OBJETIVIDADE E FORMALIDADE 

Tanto em outros empregos quanto nesse em que estou agora, atendo clientes gringos e o perfil e comportamento são completamente diferentes.

Os gringos no geral são OBJETIVOS, respeitam nossa autoridade como ESPECIALISTAS e não questionam e nem ficam com PAPO FURADO.

OS GRINGOS REALMENTE NÃO BRINCAM EM SERVIÇO E LEVAM TUDO MUITO Á SÉRIO.

Apenas informam o problema, compram o produto, deixam a gente trabalhar, agradecem e vão embora, nota 10 esses caras.

Quando mais novo, trabalhei num restaurante de comida texana e muitos gringos de passagem no Brasil passavam lá para matar a saudade da típica comida americana daquele estado, os caras não ficavam de conversinha com a gente, apenas pediam, pagavam, comiam e iam embora, simples e fácil assim.

Agora brasileiro... PQP! Era um saco! Nem gosto de lembrar. Mesmo depois de acabarem de comer, ficavam alugando nossa paciência com papo furado e comportamentos carnavalescos... Lixo...

Minha reação ao ouvir papo furado atrás do balcão da minha birósca ou quando vou fazer levantamentos de dados em campo


Enfim amigos, para trabalhar com comércio ou atividades que tratam diretamente com "clientes", aqui no Brasil, ou você é um mala igual à eles que tem o mesmo comportamento ou então, nasceu com esse DOM divino de aguentar tortura psicológica diária e suportar litros de groselha despejadas em seus ouvidos em doses cavalares.

Gosto muito de ter um negócio, administrar o caixa, dinheiro que sai e dinheiro que entra, porém o meu perfil objetivo e sério, destoa completamente do comportamento do brasileiro médio que precisa se sentir "acolhido, mimado, paparicado e amigão" da pessoa que faz negócios com ele...

Na minha mente quase binária, não consigo assimilar ou entender esse tipo de necessidade afetiva, essa carência que o cliente brasileiro tem. Comigo uma transação comercial se resume em dinheiro pra cá, produto/serviço pra lá e bom dia, tchau!

E vocês amigos? Também se sentem mal quando são forçados à emular intimidade afetiva com estranhos ou socializar de forma carnavalesca com chatos tagarelas que sugam sua energia mental?

Att Gerson Ravv 






  

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Bitcoin com super alta, trade e altcoins que não valem nada

E aê amigos do blog!

O nosso blog está completando 2 anos de existência e finalmente atingiu a marca histórica de 150 visitantes ao dia! Noooossa! Que lixo! kkkkkk! UAU! ganhei 3 cents de dollar mês passado!

Mas beleza! O blog é apenas por diversão mesmo e troca de idéias!

Estou agora sempre falando de criptomoedas pois acredito que a tecnologia do BLOCKCHAIN é revolucionária e libertadora! Sei que um dia essa loucura de trade de criptomoedas vai passar mas a revolução do BITCOIN e principalmente a REVOLUÇÃO DO BLOCKCHAIN vai ficar para todo o sempre e vai alterar TUDO no universo humano! Pesquise sobre o assunto! Não fique de fora da revolução! 

BITCOIN NA ALTA NOVAMENTE


Depois de passar alguns dias preocupado com a baixa terrível que se seguiu depois da alta das  primeiras semanas de Setembro, finalmente o Bitcoin subiu acima da marca histórica nos últimos dias!

Não pensei duas vezes e vendi 50% do que tinha nas três exchanges em que tenho conta, aguardei baixar novamente e comprei de volta com um lucro e depois quando eu pensava que não ia subir tão cedo o negócio disparou na manhã de  hoje dia 12/10/17 e vendi novamente! 

Agora, vou aguardar os próximos dias para ver o que vai rolar, acredito que pode subir mais um pouco e depois cair com tudo: ótima hora para comprar com cautela, sempre de olho nos palpites dos grafistas, noticias internacionais e claro: estou usando uma ferramenta de LÓGICA FUZZY para calcular os trades antes de fazer! Talvez eu divulgue um dia como é esse esquema maluco de análise.

Faça algo pelo bitcoin: aceite pagamentos em bitcoin em seu comércio ou free lance! Não deixe o bitcoin morrer! Bitcoin é a revolução!

LITECOIN


Essa porcaria de altcoin lixosa bateu a casa dos R$380,00 no começo de Setembro e eu como sempre, ocupado igual um escravo, sem tempo para nada, não consegui tempo para me dedicar à ela e perdi o momento e novamente esse LIXOCOIN caiu vertiginosamente para mixurucas R$150,00 ou menos...

Sempre me decepciono com essa Litecoin, mas como comprei essa porcaria na baixa, ainda estou no lucro de 60%.

ALTCOINS QUE NÃO VALEM NADA


E cada dia um espertalhão inventa uma altcoin lixosa que NÃO SERVE PARA NADA, é tanta moeda digital que inventam que fico pasmo de ver a criatividade da galera!

O sujeito faz um site lixo e funda uma empresa lixo chamada ICO e sai divulgando a porcaria da moeda e até dando de graça.

Depois do lançamento a altlixo atinge valores astronômicos pois tem um monte de otário comprando e então os que os donos da moeda fazem? Simplesmente vendem suas moedas por valores altos e como sempre segue-se uma queda catastrófica e ninguém mais se interessa por aquela merda...

É moeda pra filme porno, moeda pra maconha, moeda pra nerd, moeda pra alisar os cabelos do briôco, moedas e mais moedas com propósitos sem pé nem cabeça!

Isso somente ajuda a confundir a massa de leigos que ainda não conhecem a fundo o bitcoin e a tecnologia do blockchain prejudicando assim a aceitação geral do BITCOIN.

Tudo o que eu queria era poder comprar pão na padoca com bitcoin, usar o celular para pagar o tiozinho do pastel e nunca mais precisar sacar dinheiro inútil de papel e NUNCA MAIS DEPENDER DESSES BANCOS LIXOSOS QUE SÓ DEPENAM A GENTE.

A lógica fuzzy me ajuda muito ao fazer trade de criptomoedas! Por isso não divulgo e não falo muito sobre a ferramenta que uso e nem sobre o algoritmo que escrevi e testo todo dia! Passar quase 5 anos no curso de Ciência da Computação valeram à pena somente por isso!!!

Não seja mais um otário seduzido por dinheiro fácil!


RIPPLE

E a RIPPLE XRP peidou na farofa novamente! Huehuehuehuehue!

Me cansei dessa moeda lixosa centralizada, criada e mantida por empresas privadas cujo dono tem a reputação mais suja que poleiro de galinheiro!

Essa merda deu uma alta monstro quando grandes bancos da Ásia e do mundo passaram a testar a troca de somas pentalhonárias de dinheiro entre continentes mas a RIPPLE somente PEIDOU NA FAROFA.

Nas últimas semanas vários bancos anunciaram novos testes com essa porcaria e ela aumentou nem 1 cents... Broxante!

Já converti quase o todo o meu montante que tinha em XRP para BITCOIN, pelo menos não fiquei no zero à zero pois comprei  antes da alta dos testes e ela não caiu abaixo do preço de compra. 

Dinheiro de pinga não é comigo não amigos! Ficar fazendo trocas somente para ganhar centavinhos? Tô fora! 

Enfim amigos, esse é somente um texto curto e rápido! Depois faço um de comemoração de 2 anos de blog e falarei sobre os perigos de se ter  um pequeno negócio e os perrengues que um pequeno empresário enfrenta que são verdadeiras violações anais!

Att Gerson Ravv

***Para quem está no smartphone mude para modo desktop e responda a enquete nova: qual criptomoeda você mais compra e vende?






terça-feira, 15 de agosto de 2017

Minha especulação com Bitcoin e ALtcoins: balanço de Agosto

Bitcoin sobe e me deixa mais tranquilo!


Olá amigos! Venho nesse post rápido para compartilhar com vocês minhas experiências nos últimos dias com minhas especulações de Bitcoin e Altcoins.

Ontem dia 14/08/17 o Bitcoin chegou a valer mais de R$14.600,00 (uso preço em REAIS pois é mais fácil para os leitores entenderem a diferença de preços).

Ontem fiquei feliz quando estava na trampo e vi que o Bitcon bateu a casa dos R$14.780,00 quando convertidos em REAL-BRL numa das  exchanges em que tenho metade dos meus Bitcoins e não pensei duas vezes: vendi 95% do que tinha nessa exchange e já transferi para minha conta bancária.

E pensar que quando comprei esses Bitcoins a cotação do dia estava em R$4.800,00. Isso dá para ter uma ideia do quanto lucrei. 

Deixei a outra metade que tenho parado nas exchanges e vou aguardar novas altas pois hoje dia 15/08/17 já caiu para R$13.000,00 novamente.

E em pensar que meus ex-cunhados e ex-cunhadas riram da minha cara meses atrás quando comentei que estava investindo na especulação de Bitcoins e Altcoins! Agora eu rio deles que estão desempregados e vieram me vender seus smartphones usados e carros velhos! 

Se tivesse deixado essa grana na poupança com certeza estaria somente com alguns trocados chulés de juros anêmicos... 

Chooooora meu cunhadinho idiota desempregado, cagalhão e medroso que ao invés de investir comigo em bitcoins pegou o dinheiro da rescisão e comprou um IPHONE 7 e agora vem me oferecer pra compra-lo por metade do preço que pagou!!!! 


A MALDIÇÃO DA LITECOIN

Parece que sou amaldiçoado com o LITECOIN: pela segunda vez comprei essa droga por um valor que considerava "baixo" e mais uma vez me decepciono com quedas broxantes do Litecoin...

Mas vou deixar lá meus Litecoins esperando uma alta que dê pelo menos para ganhar pelo menos 3% de lucro descontando a inflação e os meses empatado.

RIPPLE

Essa altcoin eu apostei meses atrás e até fiquei feliz quando ela atingiu R$0,90 mas resolvi não vender e hoje, essa altcoin caiu e oscila entre R$0,58 e R$0,63. Decepcionante... 

Mas vamos lá, vou deixar lá parada na minha carteira e se dentro de 6 meses cair, vou dar um jeito de trocar para ver se pelo menos fico no zero a zero. 

Enfim amigos, em breve vou falar sobre esses sites FAUCETS idiotas e mineradoras de vento que somente mineram dinheiro dos bolso dos otários. Aguardem e lembrem-se:

"Mineradoras de vento, sites faucets idiotas, esquemas de piramide com Bitcoin e dinheiro de pinga? Tõ fora! Eu entro numa exchange e vou embora!"

Att Gerson Ravv

DICA DE OURO:


domingo, 6 de novembro de 2016

Meu Livro e minha HQ: dois fiascos colossais...

Boa tarde amigos leitores! Conforme eu havia prometido, hoje vou contar sobre minha tentativa de viver "da minha arte"  arriscando meu pouco dinheiro e reputação perante meus parentes no lançamento de um livro e de uma HQ que foram um fiasco em vendas...

Apesar das dificuldades financeiras que me acompanharam desde o berço, eu sempre tentei melhorar minha situação pessoal e financeira, sempre buscando conhecimento em livros, cursos baratos, palestras gratuitas e mantendo contatos com pessoas que obtiveram um mínimo de sucesso em suas empreitadas.

Foi numa palestra na biblioteca municipal do bairro que aprendi sobre diagramação e criação de fanzines que tomei gosto pela "arte" de criar textos, personagens e jornalzinhos.

Desde criança adorava desenhar e até os 16 anos eu "publicava" juntamente com minha irmã alguns fanzines que misturavam histórias em quadrinhos e notícias do bairro, saca só os nomes: "The small drunk!" e o jornaleco de fofocas e intrigas "Pintou Sujeira!", minha irmã e eu no inicio usamos uma máquina de escrever e depois, um computador com Windows 95 com uma multifuncional Lexmark caindo os pedaços para produzir e reproduzir os tai fanzines.

Era uma diversão: com muito custo conseguíamos os materiais para fazer "nossa arte", após as aulas íamos desenhar, diagramar e digitar os textos, depois saiamos pelo bairro tentando vender.

Quase ninguém comprava, a maior parte era trocada por mais folhas de sulfite e doces do que vendidas, mas era uma diversão: a molecada adorava ver as caricaturas bizarras que a gente desenhava retratando os moradores mais comédias do bairro, inclusive lembro que no exemplar do "The small drunk!" em que cobrimos a saga de um pedófilo do bairro fez muito sucesso e vendemos muitos fanzines. Tive o gostinho de me sentir como um editor de revistas e jornais...

Até tentamos conseguir uns patrocinadores que quisessem anunciar seus comércios em nossas páginas mas nenhum adulto daquele tempo levava à serio duas crianças, ainda mais num bairro chulé e atrasado como o nosso.

"Somente os filhos da elite ainda sabem para que servem esses objetos, deixem a massa perder tempo com conteúdo gratuito de lixo digital e entretenimento barato. O conhecimento genuíno não é de graça e não está fora dos livros."


Bom, o tempo passou, surgiram novas responsabilidades e a brincadeira de criança de ser editor de jornal foi deixada de lado, minha irmã seguiu a vida dela e eu a minha.

Depois de anos, eu estava trabalhando e recebendo muito pouco, estava quase entrando em depressão, sem vontade de nada, apenas ia de casa para o trampo e do trampo para casa, parecia que minha vida não tinha mais sentido, estava perdendo a graça de viver.

Num domingo de folga (nessa época eu trampava de segunda à sábado) resolvi arrumar meu quarto, foi quando ao mexer numa pilha de papéis que desabou em minha cabeça, me caiu nas mãos um empoeirado exemplar do meu jornaleco infanto-juvenil o "Pintou Sujeira", ao bater os olhos na capa aonde eu tinha desenhado um tiozinho do bairro que causava muita confusão quando bebia cachaça e ao ler a matéria de capa: "Titio Jamilton enche a cara e sai pelas ruas do bairro com o pau na mão!", um turbilhão de emoções e lembranças trouxeram novamente uma visão colorida sobre a vida.  

Eu pensei na hora: "Agora tenho recursos para fazer algo parecido, mas dessa vez mais profissional!".

O sonho de criança de criar e vender voltou com força total!

E lá fui eu pesquisar sobre registro de obras, preço cobrado por gráficas e demais assuntos pertinentes à publicação de um livro ou revista.   
                  
Gastei mais dois anos até o lançamento de um livro e de uma revista em quadrinhos. Reuni os textos que eu escolhi e levei para uma professora revisar e corrigir os erros, já a revista em quadrinhos gastei mais dinheiro para registrar os personagens do que com a revisão dos roteiros, como nessa época eu quase não tinha tempo para nada, tive de pagar um desenhista para que ele desenvolvesse a arte sobre meus roteiros.

A professora eu já conhecia e o desenhista conheci numa rede social numa página de freelas. O cara conseguiu reproduzir com perfeição meus traços e gostei muito do trabalho dele.

Sobre o quê era o livro? Era nessa mesma linha do meu blog, produzi textos questionando alguns estilo de vida, a modernidade, alguns contos e sátiras no estilo Revista Mad sobre empregos ruins, politica e subempregos mal remunerados. Ambos os trabalhos refletiam minha vida na época e meus questionamentos sobre nossas vidas nesse país lerdo que é o Brasil.  

Já na HQ eu criei alguns personagens que viviam num mundo distópico, as tramas se passam numa época em que hábitos que hoje nós consideramos normais, são completamente proibidos e passíveis de pena de morte. Um mundo completamente dominado por regras definidas por máquinas e algoritmos com vida própria.

Lembrando que na época a Internet não era muito acessível, YouTube e Blogger praticamente eram ilustres desconhecidos de 97% da população brasileira.

Trabalhei um ano para poder cobrir as despesas com a gráfica, registro do livro, da revista e dos personagens, ou seja, muita ralação. 
      

O FIASCO

Claro que quando a gente cria alguma coisa nesse mundo, vamos querer que esse algo criado seja reconhecido como algo de valor, que as pessoas gostem, que elas queiram comprar.

Eu queria pelo menos ter o retorno do que gastei, mas o mais gratificante na época lembro que foi o PROCESSO todo de criar, chamar outras pessoas para participar, negociar com a gráfica e procurar os lugares quentes para divulgar o trabalho.

Após muito trabalho consegui um lugar numa feira de livros que ia ocorrer num lugar "nobre" de SP, juntamente com mais dois caras independentes rachamos a conta de um espaço ou estande nessa feira para divulgar e vender nossos trabalhos nos 3 dias dessa feira. Ficou muito barato o aluguel do estande pois foi dividido entre 3 pessoas.

No dia da feira estava lá eu todo empolgado com meus livros e revistas brilhando com cheiro de novo e... foi aquele FIASCO COLOSSAL.

Não tinha como competir com os outros estandes da feira: todo mundo só queira saber dos famosos livros gringos traduzidos que eram a "onda do momento"...

Isso sem citar que o BOOM do momento também eram os livros de AUTO-AJUDA escritos por espíritas famosos e aqueles livros chulézentos água com açúcar do Paulo Cúelho.   

Até participei da apresentação de novos autores pegando no microfone e falando algumas palavras de apresentação dos meus trabalhos mas poucas pessoas prestaram atenção: tinha uma mulher vestida de algum personagem de livro gringo, ela estava distribuindo doces...

Nos dois primeiros dias não vendi nada, nem um livro ou revista sequer, somente no terceiro dia é que consegui vender 3 livros e 4 revistas. Os caras que estavam comigo vendendo seus livros também tiveram um péssimo resultado.

Depois, até tentei publicar meus quadrinhos e textos em revistas, jornais e sites: sequer respondiam de volta, ignoravam por completo minhas propostas.

Levei uns 8 anos para vender quase todos os exemplares, hoje guardo alguns de recordação, mas o que importa é que tenho o direito sobre os personagens e textos, vai que um dia eu resolva publicar de novo ou alguém ache interessante e queira usar...

Fica a reflexão: fiz algo que eu gostava, tentei, arrisquei mas não consegui sucesso e reconhecimento, não invejando mas vejam só, se você nasce filho de alguém que é famoso, que tem influência  e é poderoso você vai ter sucesso em tudo o que você empreender, à despeito da qualidade da sua criação (vejam os filhos de artistas brasileiros por exemplo), agora se você é um completo desconhecido, filho de desconhecidos, vai ter de RALAR MUITO, vai ter que persistir e quase se autodestruir em busca do sucesso e reconhecimento, quando muito, vai aparecer no programa chulé do GERALDO LUÍS pagando de FRACASSADO pra ganhar um banho de loja e um ano de cesta básica... Desisti porquê tenho mais o que fazer e nesse país maluco quem é que liga, quem é que consome obras e textos que levam ao questionamento da realidade deprimente em que sobrevivemos?

Uma prova disso: canais do YouTube com mais inscritos são aqueles de gente comendo amoebas, enfiando a bunda num formigueiro, congelando partes do corpo com aerosol, pregando pregos na palma da mão, cortando placa do YouTube, agora vai procurar um vídeo-documentário caseiro sério e bem feito sobre ALAN TURING e sua máquina para ver se você encontra algo de qualidade produzido por brasileiros: NÃO ENCONTRA, vai encontrar somente em canais produzidos por chilenos, russos, chineses e até jordanianos.   

Talvez um dia eu ataque de funkeiro, piadista ou escreva um livro mágico que revela a prosperidade em 5 peidos... pois é só isso que faz sucesso e atrai a massa nesse nosso país caricato.

Att Gerson Rav 

           

      


    
       

        


sábado, 15 de outubro de 2016

Ganhando dinheiro com bugs e usuários do Windows

Deus abençoe o Windows e seus usuários: ganhando 200 reais ou mais por computador bugado


Antes de eu largar o trabalho CLT e partir para essa vida com meus serviços autônomos e um micro negócio de subsistência, eu ouvia críticas pesadas por parte de parentes e conhecidos.

Me diziam que eu não ia conseguir ter disciplina para viver como autônomo, que eu não conseguiria vencer a concorrência, que o bairro estava saturado de mini gráficas, oficinas de informática e sobrinhos curiosos. 

Diziam que eu simplesmente iria morrer de fome e afundado em dívidas.

Se passaram quase 3 meses desde que sai do trabalho e não estou arrependido, cada vez mais clientes aparecem indicados por outros e já virei referência no bairro! Nem acredito nisso!

Mas para conseguir sobreviver aos sobrinhos e curiosos, você tem que ter um método e fazer o trampo o mais profissional possível, ter lábia mas sempre cumprir e honrar os acordos. 

Não basta simplesmente formatar, enfiar um Windows pirata qualquer ativado porcamente com os famigerados "crackers" e entregar para os caras e nem falar nada! Isso qualquer sobrinho faz.

Um bug do sistema "Janelas"


Para lidar com os clientes LEIGOS que fazem uso "doméstico" de computadores e notebooks, você tem que ter malícia e ser esperto, tem que colocar TUDO no papel antes de fazer o serviço e entregar, isso evita problemas futuros pois é muito comum essa situação: você formata o notebook, deixa zerado e customizado para o Windows rodar o mais rápido possível, usa uma licença adquirida com partners,  entrega uma apostila com explicações de como manter a segurança em dia do equipamento e dias depois o cara volta nervoso querendo retrabalho DE GRAÇA com o notebook novamente todo CAGADO, infestado de vírus, toolkits, malwares cabulosos, softwares piratas do tipo "netflix grátis", navegadores chineses sequestrados e pra arrombar a boca do balão o sujeito instalou mais de 8 antivírus na mesma máquina!

Uma vez que você colocou no papel SUAS REGRAS e explicou ponto por ponto para o sujeito, se ele fizer besteira e voltar, você vai ter como se defender e mostrar que o problema não é o computador mas sim O DONO do computador.   

Já vi de tudo: todos os notebooks e computadores com Windows TODOS piratas sem ativação, infestados de malwares que o próprio usuário instalou na ilusão de ter o netflix de graça, navegadores sequestrados por russos e chineses, vírus nos system 32, toolkits sinistros, 15 antivírus instalados no mesmo computador e ativados ao mesmo tempo, pacotes offices pirataços sem ativação e por ai vai. Um verdadeiro show de horrores.

Não curto muito mexer com hardware mas quando é preciso eu faço, ontem mesmo peguei um computador que tinha na RAM um inseto grudado e eletrocutado entre a placa mãe e a placa de memória!    

Bastou remover o pente RAM (que era incompatível ou inadequado com o modelo da placa mãe) , os pedaços de inseto, limpar a placa mãe e substituir a RAM velha por um pente compatível com a placa mãe e o PC ressuscitou, depois foi só recuperar o SO e configurar: em menos de 20 minutos R$150,00 no bolso.    

O segredo para ter lucro com troca de hardware: comprar peças da China ou de sucatas de informática e dar garantia de 3 meses.   

Faço isso desde que ainda trabalhava como CLT e até hoje não tive nenhum problema com cliente, muito pelo contrário: os caras sentem a qualidade do trampo prestado e ainda recomendam para seus amigos pois percebem que estão lidando com um PROFISSIONAL de verdade da área e não com um curioso que usa cds e dvds piratas.

Sempre que posso tento empurrar uma distro LINUX para os usuários, alguns gostam tanto que passam a boicotar o Windows, mas a maioria ainda prefere o sistema do tio Gates...

A maioria dos técnicos de informática que conheci fizeram apenas os cursos técnicos de montagem e manutenção, a maioria não viveu a "subcultura" micreira, não frequentou os antigos fóruns da WEB, a maioria tem preguiça ou não tem habilidade de lidar com pessoas comuns, não gostam de ler e aprender coisas novas, não sabem conversar com o usuário leigo, não desenvolveram o marketing pessoal e profissional, sem mencionar os trambiqueiros que adoram enganar e enrolar os clientes leigos.

Por exemplo: no poste em frente do meu negócio tem lambe-lambe (anúncio colado) de um sobrinho curioso que cobra "cinquenta real" pra formatar e "estalar" o pacote office+windows10: já veio ex-cliente dele trazer o notebook pra eu consertar as cagadas e  telas pretas de morte por falta de ativação... Obs: sem zueira, o lambe-lambe está escrito exatamente assim com esses erros de português... 

Cursei na área de exatas Ciência da Computação e Análise e Desenvolvimento de Sistemas, fora os cursos técnicos de curta duração. Amo informática e não fico bitolado com apenas alguns assuntos: sou louco por algoritmos, hardware, códigos, linguagens de programação, segurança, etc. Os conhecimentos e pessoas que conheci nesses cursos me ajudam muito no dia a dia lidando com pessoas e equipamentos "bugados".   

Não sou falastrão, mas quando o assunto é sobre algo que eu gosto como software, hardware ou mulher eu incorporo o Silvio Santos. 

Enfim, ficam as dicas para quem gosta e pretende trabalhar com isso de forma autônoma! E lembre-se crianças: USEM LINUX! USEM OPEN SOURCE!

Dicas:

*tenha um site sobre informática para divulgar seus serviços (o meu está na gringa), isso transparece profissionalismo;
*faça panfletos com o endereço do seu site e distribua num raio de 4 Km do seu negócio;
*converse e explique tudo para o cliente leigo: ele é apenas uma pessoa com poucos conhecimentos e merece aprender o básico para lidar com um computador;
*coloque tudo no papel e explique detalhadamente tudo o que você deve e não deve fazer e quais são os direitos do cliente e faça ele assinar;   
*trabalhe com "partners": eles conseguem licenças legítimas por preços ridículos.
*compre da China;
*Formalize seu negócio.

Att Gerson Rav  
  






sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Talentos na lata de lixo

Tempo e dinheiro jogados na latrina da crise


Essa semana recebi uma proposta para trabalhar como programador numa grande e famosa TELECOM. A linguagem não era a minha preferida (amo JAVA e detesto PHP) mas o gordo salário compensava e o projeto teria apenas 4 meses de duração no regime freelancer.

Chegando lá no prédio já fiquei assustado: centenas de jovens apinhados numa sala com carteiras escolares em busca de vagas para telemarketing que paga salário mínimo de R$840,00.

Os entrevistadores colocaram os candidatos em buscas das mais diversas vagas TODOS  juntos sem distinção, como num feirão de desempregados...

Toda Telecom faz questão de demonstrar para os candidatos que eles são apenas GADO HUMANO e colocam todo mundo junto na mesma sala, fazem as entrevistas com perguntas pessoais na frente de todos presentes e aplicam os testes e provas de qualquer jeito mesmo...

Tinha gente sendo entrevistadas para vagas de supervisor de callcenter, operador de telemarketing, coordenador de callcenter, estagiários em TI e uns quatro caras e eu disputando uma vaga de programador freela.

Algo que me chamou a atenção foi na parte em que os candidatos às vagas de operador de telemarketing tinham que contar suas peripécias profissionais em outras empresas e suas formações acadêmicas: TODOS os candidatos à vaga de salário mínimo tinham formações em cursos de HUMANAS...

Pelo menos três candidatos chamaram a atenção: os três eram formados em universidades públicas e particulares FAMOSAS e de prestígio internacional no curso de LETRAS E LITERATURA...

Detalhe: esses três foram SUMARIAMENTE DISPENSADOS pelos entrevistadores.

Tempo e dinheiros jogados no lixo da crise.


Como vocês sabem minha primeira graduação foi em LETRAS, sou louco por LITERATURA, sou doido por análise do discurso e linguística, sei das dificuldades de se cursar Letras num curso de longos 4 anos em que as atividades principais são: leitura, pesquisa séria e reflexões.

Você percebem? Algo tão humano e importante para a formação do caráter humano como a língua e a literatura (um país em que a língua e literatura não são valorizados e cultivados é um país fadado ao fracasso e escravização do seu povo pela ignorância), está sendo jogado na lata de lixo da crise.

Não tinha só gente formada em Letras lá, mas também diversas pessoas formadas em outros cursos de humanas e todos SE DIGLADIANDO por uma vaga POBRE para um subemprego precário que paga mixaria como é a sub-profissão de OPERADOR DE TELEMARKETING. 

Não tenham o pensamento infantil e utilitarista de que cursos da área de humanas são inúteis, nosso país é carente de educação e carente de HUMANIZAÇÃO.

O que eu vi ontem na salinha de entrevistas da TELECOM é reflexo de como o país está quebrado, sem recursos para desenvolver atividades relacionadas à educação e conhecimento.

Fica a pergunta: adiantou o governo incluir tanta gente no ensino superior sem cuidar das bases de produção de riqueza do país? O destino de boa parte dos formados em ensino superior num país quebrado é o SUBEMPREGO nos callcenters, não só os formados em cursos de humanas mas também os formados em cursos de exatas. 

E também não acreditem nesse pensamento tacanho e retrógrado de que o ensino superior deveria continuar sendo exclusivista e elitista para assim os salários dos diplomados subir: a quantidade de gente formada no Brasil quando comparada com sua população é PÍFIA e ridícula.

Aprendam isso: seja na USP ou seja em Uniesquinas em qualquer sala aonde o conhecimento é compartilhado e ensinado isso produz mudanças nas pessoas, não em todas, mas essas pequenas mudanças em alguns sujeito podem acarretar grandes mudanças na realidade trazendo bem estar para muita gente, de uma forma ou de outra. 

O problema é que Governo e Empresas corruptas andam de mãos dadas e não estão nem aê para o desenvolvimento geral do país e preferem ficar brincando de especulação financeira e tirando disso muito lucro, e a tendência infelizmente é essa: governos e empresas só querem ganhar dinheiro com especulação financeira utilizando truques e engôdos operacionais em bolsas e planos governamentais fracassados, ao invés de investir em PRODUÇÃO de bens materiais e de consumo,  que todo mundo sabe que produção é a base de tudo na economia.

Enfim, termino aqui esse texto deprimido e de luto pelos talentos jogados na lata de lixo da crise.

Att Gerson Rav     

Fica para depois os texto sobre infoprodutos pois estouj me preparando psicologicamente: infelizmente vou trabalhar forçado no dia da eleição mexendo com aquelas urnas idiotas que apesar de rodarem um SO Linux-GNU não valem nada...  





               

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Fechamentos dos meses: JUNHO/JULHO/AGOSTO

Postando os fechamentos atrasados dos meses de junho/julho/agosto e mudanças no blog.  

Por causa dos ataques e ameaças ocorridas nos blogs, decidi que agora só vou postar os valores GERAIS que gastei com material e os valores que gerei na venda desses materiais modificados por serviços.

Não vou ficar detalhando muito, somente quando refletir sobre preço e valor de mercadorias e serviços que forneço é que serei mais detalhista.

Não quero ser um administrador de escritório: a maioria desses caras não sabem nada e vivem afogados em suas planilhas chatas... Calculo sim meus gastos e ganhos mas não abro mão da FILOSOFIA no sentido de parar e pensar nos múltiplos aspectos que envolvem a criação, concentração e dispersão de valor e riquezas. 

Ganhar dinheiro é preciso, viver somente de planilhas e estimativas não é preciso. 

Os valores ganhos com minhas atividades autônomas com TI também serão postados. 

Ao ler o último texto do colega blogueiro Viver de Construção (que demostra ser muito sensato e equilibrado em suas ideias) cheguei à conclusão que devo focar mais nos aspectos de FINANÇAS aqui no blog.

Como sabem hoje vivo de dois aluguéis, meu micronegócio informal e meus serviços autônomos em TI, ainda não posso me aventurar na BOLSA (meu sonho e meta!) ou qualquer outro tipo de investimentos.

Portanto, o que eu posso contribuir com a blogosfera de finanças? Posso passar o meu know-how e ideias sobre meu micronegócio e como consegui sair do regime CLT e como consegui obter a renda de dois aluguéis que pagam minhas contas e despesas mensais (a receita do micronegócio uso para pagar dívidas antigas).

Até alguns anos atrás eu era uma verdadeira ameba, não tinha perspectiva nenhuma, praticamente pagava para trabalhar e não esperava mais nada de bom na minha vida.

Quero incentivar quem está passando pelo que eu passei na minha dura infância e juventude pobres nível master. Se bem que quem lê o blog hoje dificilmente deve ter uma vida tão pobre e dura como eu tive anos atrás.

Acredito que os filhos sempre conseguem superar seus pais no quesito bem estar e para vocês terem uma ideia de como venho de uma família de gente hiper-pobre, minha mãe me contava que na infância dela  ela e seus irmãos catavam gomas de mascar jogadas na rua para matar a vontade de ter o doce e meu pai morou nas ruas perambulado pelo Brasil até os 12 anos com minha bisavó cigana que não aceitava os modos não nômades de viver dos parentes que eram mais cabeças abertas nos anos 70 quando fixaram residência no Sul.

BALANÇO DO MICRONEGÓCIO

Somando os gastos com material nos três meses JUNHO-JULHO-AGOSTO gastei somando tudo como materiais, energia elétrica e desgaste de equipamentos: R$450,00.

Esses R$450,00 geraram nos três meses os valores de: R$850,00 em JUNHO; R$1.300,00 em JULHO e R$900,00 em AGOSTO.

TOTAL DOS 3 MESES: R$3050,00
Ganho real: R$2600,00

Para quem não sabe o que faço no meu micronegócio pesquise no blog sobre postagens sobre fechamentos do mês.

Os valores dos aluguéis eu não computo aqui pois uso para minhas despesas domésticas mensais, tudo o que posso dizer é que meus inquilinos são muito responsáveis e até o momento não pisaram na bola e não me deram problemas.    

SERVIÇOS AUTÔNOMOS DE TI

Fechei contrato com uma distribuidora de materiais e produtos de lanchonete e todo mês vou duas vezes lá fazer manutenção geral básica ou quando ocorre alguma situação crítica, trampo tranquilo e  depositam todo mês R$500,00 na minha conta, o bom é que o escritório deles é pequeno, quase nunca dá problema, o maior problema que ocorre é quando precisam configurar clientes de e-mail num gadget novo ou a impressora dá pau e não conseguem resolver. Também não me pediram CNPJ e fizemos acordo de cavalheiros e de confiança (mas claro que fiz um contrato de papel onde assinamos termos e condições).    

Ainda não sei se vou formalizar ou continuar nesse esquema. Estou pensando os prós e contras antes de tomar uma decisão e tirar o MEI.

Nos 3 meses apareceram 3 notebooks para formatar, dois notebooks para quebrar a senha que os usuários esqueceram e duas configurações caseiras dos horríveis roteadores da TPLink.

Somando contrato da empresa com serviços freelancer:

TOTAL: R$500,00 + R$484,00 = R$984,00

dinheiro faz dinheiro e mais dinheiro produz idéias 



SOMANDO TUDO

Somando tudo o que gerei com o micronegócio+serviços de TI descontando o gasto com materias deu exatamente:

R$3.584,00

Sim, eu sei que é pouco, mas levem em consideração que é um micronegócio de SUBSISTÊNCIA, só estou esperando fazer uma reformulação, adquirir novos equipamentos para finalmente FORMALIZAR. Assim que eu me livrar de dívidas do passado vou poder fazer investimentos no meu negócio, na BOLSA e em BANCOS, por isso devoro os blogs dos companheiros da blogosfera de finanças.

Se minha mãe que só tinha o ensino fundamental poucos anos antes de morrer, já aposentada se aventurava em home-broker e naqueles fundos oferecidos pelos bancos com as orientações do meu cunhado que é corretor e conseguia uns trocados, acredito que eu que busco conhecimentos sobre finanças e administração posso ganhar muito mais.     

O mês de JULHO foi rentável porque apareceu uma encomenda de 160 envelopes-fichas personalizados de uma ONG que me contactou através de um cartão de visitas que mandei meu pai distribuir nas ruas. Deu um certo trabalho mas foi algo novo que aprendi: os cincos primeiros envelopes deram um pouco de trabalho pois o formato que pediram era SURREAL, mas pensei rápido e bolei um jeito de fazer os demais num ritmo de linha de montagem FORD e terminei muito rápido de forma fácil e divertida.

Enfim, quero mostrar para vocês que é relativamente FÁCIL colocar dinheiro no bolso seja com vendas de produtos ou serviços sem precisar assinar contrato como CLT.

Nem todo mundo que tenta consegue seguir nesse estilo de vida, eu quero ver até aonde eu chego. Já venci a etapa do medo de FRACASSAR pois minha vida inteira ouvi isso: "Seja e faça diferente e fracasse! Vai morrer de fome fora da CLT!".    

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Mentiras nossas de cada dia

As duas falácias  mais comuns que a turma de humanas que trabalha com jornalismo enfiam em nossas goelas diariamente e a gente acredita.

Faz tempo que parei de assistir TV e ler jornais, procuro outra fontes para obter informações sobre assuntos ordinários da humanidade, mas, como meu pai vive ligando a TV, rádio e comentando as notícias que vê e lê por aê, eu fico indignado com as toneladas de mentiras que essa turma do jornalismo joga em cima do povo...

Jornalistas famosos e falastrões geralmente não nascem em casas pobres ou filhos de gente explorada, não crescem em bairros apocalipticos e possuem uma visão ingênua típica de meninos de prédio, não conhecem o cheiro de sangue humano fresco derramado coagulando no asfalto; eu como legítimo habitante de um bairro pobre e violento de SP vou destruir essas falácias agora!

FALÁCIAS SAGRADAS...


"A expectativa de vida do brasileiro aumentou e agora vivemos mais!" 

Essa é uma mentira tão grande que acredito que é divulgada mais para que justifiquem o fim dos benefícios do INSS como a aposentadoria. Aonde que estamos vivendo mais??? 

Aqui no meu bairro o que mais tem é gente na faixa dos 50 anos infartando ou descobrindo um tumor maligno e morrendo entre 50 e 57 anos; aqui na rua não tem uma casa aonde não tenha morrido uma ou duas pessoas de câncer antes dos 60 anos.

Fora que já aos 40 e poucos anos muita gente já está completamente estropiada e inválida com diabetes, pressão alta, doenças crônicas típicas de quem mora em SP (sinusite, rinite, bronquite, cardiopatias,etc). 

Minha mãe e quase todos os vizinhos na faixa de idade dela que morreram menos de 2 anos atrás e não tinham nem 60 anos, aposentaram-se e morreram 5 anos depois de CÂNCER. 

"É investindo em educação e cultura que seremos um país desenvolvido!"

Outra mentira descarada divulgada principalmente por agentes do governo.

Não meus caros, NA PERIFERIA E OUTRAS ÁREAS POBRES podem construir milhões de escolas gratuítas, milhões de quadras esportivas, pistas de bike, pistas de skates, centros culturais e dar cursos gratuítos de capacitação e especialização que a violência, assassinatos, roubos e delinquência NÃO VÃO DIMINUIR.



Aqui onde moro tem muitas pistas de skate, quadras, ciclovias, centros culturais, parques e praças: continuam os assaltos, mortes violentas e o consumo de drogas TRIPLICOU.

O que falta para o povo pobre é DINHEIRO, nada mais que DINHEIRO e OPORTUNIDADES. Primeiro a comida, o bem estar, o sentimento de ser produtivo, ter uma carreira e estabilidade e depois a cultura se desenvolve naturalmente.

Colocar os moleques para gastar energia em quadras, ler literatura velha e cursos inúteis não significa nada. 

Desde cedo nós que NASCEMOS AQUI NA PARTE POBRE DA CIDADE sabemos que mesmo VENDENDO NOSSAS ALMAS PARA O DIABO e se matando de estudar, fazer as coisas certinhas e seguindo o esquema da "MERITOCRACIA" DIFICILMENTE muitos de nós seremos coroados com o SUCESSO...

Para cada ponto fora da curva que alcançaram boas colocações no mercado existem milhões que fracassaram (eu sou um deles!).

Como convencer um moleque pobre e feio se interessar em estudar e trabalhar duro se sabemos que NÃO VAI COMPENSAR? Como fazer as coisas certas tranquilos se vemos o MANO VIDA LOKA da biqueira que sequer sabe ler e escrever direito trocando de carro a cada 6 meses, com ouro no pescoço e nos pulsos, com um canhão poderoso na cintura e   rodeado de mulheres lindas? 

Imagine você como um moleque de periferia, você não tem nada para perder, nasceu numa família lixo, rodeado de pinga e brigas, lar disfuncional, cresceu apanhando da polícia e de ladrões pé-de-chinelo, sabe que a vida não vale nada, conhece o cheiro de sangue humano derramado no asfato e já não se assusta com nada, o que você agarraria: um emprego no MC DONALDS para ganhar R$480,00 mensais (fora os descontos) ou ir trabalhar na BIQUEIRA, ganhar uma arma importada, ter um plano de carreria real e ganhar TODO DIA EM DINHEIRO VIVO entre R$100,00 e R$250,00? Seja sincero!         

Um país como o nosso que não valoriza o CONHECIMENTO e o TRABALHO nunca vai melhorar; aqui no BRASIL só prospera quem QUEBRA AS REGRAS E VIVE NA ILEGALIDADE, para que se matar de ESTUDAR, adquirir ESPECIALIZAÇÕES se depois NÃO TEM EMPREGO DECENTE e os que aparecem querem nos pagar apenas MIGALHAS?

Conheço gente com potencial, conhecimentos incríveis e formação acima da média que vivem desempregados ou subempregados ganhando mixaria simplesmente porque NÃO TEM VAGAS, NÃO TEMOS INDÚSTRIAS SUFICIENTES para absorver essa mão de obra, o empresariado que é mlilionário é preguiçosso e anda de mão dadas com o governo, não inova nada, não cresce e vive subsidiando gastos nas costas de seus empregados.

Os loucos pobres como eu que tentam empreender vivem sendo espinafrados por taxas, leis e fiscalizações que fazem a gente chorar de ódio e ter que se contorcer de mil maneiras para escapar das garras da burocracia estatal.

Apenas paguem salários decentes e cuidem da inflação e vejam o povo prosperar e a cultura do país mudar. 

Um povo pobre e estropiado que vende o almoço pra jantar ou que paga pra trabalhar nunca vai prosperar e fazer o país avançar.

Meritocracia aqui é ser filho ou conhecido de alguém muito poderoso. 

Só conheci duas pessoas aqui do bairro que conseguiram viver melhor: um vizinho que casou-se com uma professora americana de ingçês e foi embora daqui e hoje é expert em matemática lá nos EUA e uma amiga de infância que conseguiu uma bolsa de estudos PAGA PELO PAI DELA em ISRAEL foi para lá e hoje mora em New York e é advogada.

Enfim, não estou justificando que o caminho é a delinquência, mas temos que lembrar que TUDO o que ocorre é o resultado de causas e consequências anteriores, e enquanto as causas REAIS da POBREZA não forem combatidas continuaremos patinando no esgoto e acreditando nessas LINDAS FALÁCIAS CHEIROSAS...

Ganhar locais para praticar esportes e ganhar livros sem antes ter o que comer direito e sem sentir que  temos REAL IMPORTÂNCIA e que teremos CHANCES REAIS no futuro de sermos integrados e produtivos não mudam muita coisa agora e nem no futuro.

Att Gerson Rav 

Experimente utilizar a Distro Linux mais popular: UBUNTU

SEJA LIVRE: USE OPEN SOURCE!

 





   

      


 

terça-feira, 12 de julho de 2016

Caindo fora do sistema

Como reagiram ao meu pedido de demissão


Antes algumas reflexões.

 Eu tinha um sonho... Sonhava em viver como meus pais: trabalhar tranquilamente em uma mesma atividade, ficando cada vez mais especialista e profissional nessa atividade, queria trabalhar numa empresa igual as empresas em que eles trabalharam onde os donos se preocupavam com seus funcionários...

Meus pais se aposentaram cedo, cada um com duas aposentadorias. Seus colegas e patrões fizeram até festa para eles no dia da aposentadoria deles. Meus pais eram apenas dois operários mas eram especializados com cursos e treinamentos em maquinários complexos e técnicas especiais, mas conseguiram comprar uma casa, guardar dinheiro para os tempos ruins e transformar uma casa de dois cômodos num grande sobrado e com uma casa térrea ao lado (a minha). 

Já eu, desde o meu primeiro emprego só fui tomando porrada de chefes, patrões e colegas. Empregos que apareciam eram tudo um lixo que pagavam mixaria. Ralei para conseguir me tornar especialista na minha área seguindo o exemplo de meus pais mas me decepcionei... continuei ganhando mixaria.

Não entendo essa mentalidade de pagar somente migalhas para o trabalhador, o cara que dá a cara à tapa para representar a empresa, o cara que se desgasta e perde sangue, suor e lágrimas para que a ideia ou negócio de alguém se materialize. 

Não confundam com "socialismo de zé ruéla esquerdista" esse meu pensamento, trata-se de VALORIZAÇÃO do homem que produz, que rala, que sacrifica suas vontades e tempo pelos ideais de outro CARA. Paguem pelo menos o suficiente para que possamos SONHAR e PLANEJAR nossas vidas! Como um cara vai se desenvolver ganhando mixaria?????

Viver parcelando dividas? Isso é horrível! É atraso para tudo e todos! Enriquecer banqueiros?    

Infelizmente hoje é assim: mão de obra altamente qualificada e mal remunerada. 

Hoje mesmo com o status de "especialista" a maioria dos salários não ultrapassa os míseros  2 mil reais ou menos... Em São Paulo esse valor é  pífio até para um solteiro, agora imagine para um cara pai de família? Como a sociedade vai se desenvolver e prosperar dessa forma???

Sempre me sentia estagnado em meus empregos , vivia esgotado, são tantas atividades que inventam e não definem um limite ou escopo, você é contratado como analista e aproveitam e te empurram atividades que não tem nada à ver com o cargo...

Vivem inventando METAS e PLANOS sem sentido nenhum, não pagam horas extras em DINHEIRO, ninguém ajuda ninguém ou se conhecem melhor...

Parece que só vamos para empresa para participar de reuniões inúteis sem fim, com atividades sem fim e metas e planos insanos com técnicas burocráticas e improdutivas que fazem a gente ODIAR o trabalho.  

Meus pais ganhavam EXTRAS em dinheiro, eu? Pagam em "saídas de 15 minutos mais cedo até zerar o banco de horas". Absurdo! Revoltante! LIXO!

Eu apenas queria ser valorizado. Sentir que meu trabalho físico e intelectual tem valor. Poder comprar coisas e guardar dinheiro: quem consegue fazer as duas coisas ao mesmo tempo hoje em dia sem sentir que está se SACRIFICANDO DEMAIS? Não é que nós brasileiros somos gastadores, COMO É QUE VAMOS GUARDAR DINHEIRO SE O QUE RECEBEMO SEQUER DÁ PARA PAGAR AS CONTAS MENSAIS E COMER????

Sei lá, sempre fui um cara otimista e cheio de energia, mas hoje com 37 anos me vejo como um homem ESGOTADO, CANSADO, quase ZERADO de energia mental, desiludido de toda essa merda.

O Brasil tem problemas enormes que precisam de  muitas soluções que gerariam  MUITOS EMPREGOS, mas a mentalidade do governo e dos empresários é tão mesquinha, tacanha, pequena e atrasada que acho que sempre seremos isso mesmo: pequenos, atrasados e com oportunidades mortas dentro de problemas que ninguém se dispõem em resolver pois é mais fácil ir empurrando com a barriga.  Valorizem o TRABALHO HUMANO, encolham o poder do governo, paguem de forma justa as vidas consumidas no trabalho e vejam o país evoluir.

REAÇÕES


Quando falei para o gestor que estava pedindo demissão e apresentei a minha carta, ele arregalou os olhos que pareciam que iam explodir, gaguejou e perguntou o motivo: respondi calmamente que não suportava mais aquela rotina estafante e sem futuro; que não tinha mais idade para engolir desaforos de clientes malucos e prepotentes e que o sistema da empresa era UM LIXO e que não sei que desculpa de crise é essa que a empresa vive se desde o dia que entrei aqui os cretinos do comercial assinam todo dia um contrato milionário com bancos e empresas publicas e privadas com direito as festinhas e dancinhas no setor.  

No RH ele foi tão FDP que falou assim nessas palavras para a tia do RH: "Desconta tudo que for possível dele! Não pague nem o que for de direito. Deixa que ele se vire no sindicato se achar que fomos injustos! Adeus, boa sorte e espero nunca mais te ver. Passar bem."

Nesse dia o dono como sempre estava ausente e o Don Falastrone (meu coordenador pé no saco) estava almoçando ás 17 horas... 

Depois meus ex-colegas mandaram mensagens SURPRESOS dizendo que: "Cara! você tá louco? Pedir demissão nessa crise?", "Vai viver do quê??", "Man! Faz isso não! O VR daqui é muito bom!", "Aguenta mais um pouco que você já sabe inglês, agora é só aprender o alemão e fazer um intercâmbiozinho nos EUA ou Alemanha  pra conseguir ir para o nível 3!".

Mal sabem eles... Planejei muito para chegar nesse dia e desabafar, mandar tudo ao inferno. A vida é muito mais valiosa que um VR ou um convênio de saúde lixo...

Fui assinar ontem uma papelada lá e um tiozão (52 anos) do nível 1 me cumprimentou emocionado: "Gostaria de ter tido essa sua coragem anos atrás! Você é diferente, se ficar aqui vai acabar como eu: hoje vivo somente para pagar dívidas minha e da minha mulher. Não sei o que você vai fazer fora daqui mas sei que você é muito esperto, seus olhos e modos dizem isso, mas te desejo de coração boa sorte cara e que Deus te abençoe!".       

Se você que lê esse blog tem um emprego CLT digno, num ambiente favorável para sua atividade, que paga um valor que permite que você viva de forma tranquila, sem medos do dia seguinte, se você consegue comprar seus alimentos, pagar suas contas e ainda reservar um pouco para o futuro, você é realmente um abençoado e uma exceção.

Att Gerson Rav      







sábado, 9 de julho de 2016

Quem tem medo da concorrência dos Cabeças de Bagre?

Lembrando agora como tive a ideia de montar um micronegócio em casa que até o momento se mostra sustentável e rentável e como nem precisei me preocupar com um concorrente ingênuo.


Alguns anos atrás um casal de velhinhos abriu uma espécie de bazar ou armarinho ao lado de um boteco que fica do outro lado da minha rua.

Eu observava pequenas filas de pessoas com folhas nas mãos, documentos e pastas: fui investigar e vi que era para tirar cópias, ou o famoso xérox...

De vez em quando eu ia até o bazar dos velhinhos: os móveis eram novos, estantes bonitas com mercadorias novas, araras abarrotadas de produtos de papelaria e materiais escolares, porém, tudo criando pó pois os preços eram altos demais se comparados com as grandes lojas especializadas nesses produtos ou as lojas maiores da avenida principal do bairro: ninguém comprava nada lá.

A unica atividade que eu via acontecendo lá era o entra e saí de gente tirando cópias, exames online, boletos ou segundas vias de contas: temos na rua e ao redor várias unidades de saúde pública e privada, escolas, faculdades e pequenos escritórios de microempreendedores de logística, representações comerciais e igrejas.

Observando melhor a loja dos velhinhos percebi que eles usavam uma MULTIFUNCIONAL CASEIRA JATO DE TINTA bem fraquinha e tosca para a atividade de cópias e impressões! 

Cabeça de Bagre LTDA Corporations BR: muita purpurina, blá blá blá, livros de auto ajuda e lucro ZERO!


Vivia dando pau e a placa de NÃO ESTAMOS TIRANDO CÓPIAS HOJE vivia pregada no cavalete da lojinha...

Cada impressão ou cópia levava quase 1 minuto para ficar pronta!  

Eu já tinha estagiado como técnico de impressoras e também na gráfica da subprefeitura do bairro e tinha aprendido tudo sobre o mundo das gráficas e impressões. O valor cobrado por cada exame online impresso, cópia, boleto ou segunda via de contas pelos velhinhos não cobria sequer o valor das folhas A4! Eu senti alí que eu tinha uma grande oportunidade! 

Os velhinhos aposentados pagavam aluguel do lugar, compravam as mercadorias sem CNPJ logo pagavam o preço de varejo, não sabiam configurar a impressora e nem cobravam valores que cobriam a tinta, papel e desgaste da impressora! 

Era tudo muito amador nível master... Eles tinham uma grande oportunidade de gerar receita com lucro mas a falta de conhecimentos impedia isso: cobravam na época o mesmo valor de 0,15 centavos para impressões, cópias mono e coloridas, boletos, exames online, ou seja: estavam era tendo prejuízo! Eu ficava besta de ver aquilo, usar uma multifuncional CHULÉ de JATO DE TINTA para tirar cópias???

Ficaram nessa atividade por 9 meses quando foram assaltados: o velhinho apanhou dos ladrões e a velhinha quase infartou, ficaram frustrados pois além de não conseguirem pagar sequer o aluguel direito, não conseguiam vender as outras mercadorias.

Meu vizinho dono do lugar acabou por levar o carro do velhinho como pagamento dos aluguéis atrasados junto com as mercadorias. Os velhinhos traumatizados foram embora morar no litoral...

Passados alguns meses, recebi o pouco dinheiro que minha falecida mãe deixou (procurem em outras postagens, acho que já contei essa passagem), e com esse dinheiro comprei os equipamentos PROFISSIONAIS para serviços de impressão e cópias e abri na garagem de casa uma espécie de mini-lan-house só com dois computadores onde o foco eram os serviços de impressão e cópias.

Claro que comprei o material deixado pelos velhinhos do meu vizinho cachaceiro: lembro que dei para ele uma garrafa de Red Label fechada original que ganhei de um cunhado (odeio bebidas alcoólicas) e em troca levei para casa vários materiais de armarinhos: em 15 dias vendi tudo pois coloquei preços que estavam 3% mais baixos que as lojas da avenida principal.

Abri meu micronegócio que é um mix de gráfica com assistência técnica com consultoria em TI. 

Hoje mudei o negócio para um canto da minha sala separado por cortinas grossas e atendo através do meu portão social devidamente adaptado para evitar assaltos ou roubos, até câmera com áudio tem, espetina rodeando os muros da casa também. Como sou paranoico, até ergui um abrigo de blocos e chapas de aço caso alguém me aponte uma arma da janelinha: basta pular para o lado e estou protegido.

Faço serviços técnicos de TI, tiro cópias, imprimo boletos, segundas de via de contas, exames online, plastificações, vendo acesso wireless por hora (comprei uma antena poderosa e três repetidores de sinal).

Também vendo cacarecos e outros produtos conforme a época, modinhas idiotas consumistas, data festiva ou clima quente ou frio.

Tenho dinheiro todo dia, estou ainda aprendendo cada vez mais como administrar de forma eficiente o fluxo do caixa, o "marketing" e demais atividades e além de ser muito divertido, só o fato de ESTAR TRABALHANDO PARA EU MESMO não tem preço!!!  

Tenho  parceria com os caras grandes da avenida principal do bairro: indicamos clientes uns para os outros.

Ano passado um cara apareceu aqui na rua em que moro e abriu um negócio exatamente como o meu , mas usou de uma PIROTECNIA inútil: alugou uma casa enorme, fez uma placa gigante, colocou uma TV de Led de 42 polegadas na parede de frente pra rua mas FRACASSOU FEIO: o aluguel comia toda a receita dele, a fiscalização fez ele arrancar a placa e depredaram a TV na tentativa de furtar...

Fora que os preços que ele cobrava também mostrava que o cara apesar de ser técnico de informática formado no SENAI não manjava NADA de impressões, cópias e equipamentos gráficos.

Ele também foi vítima de assalto e encheram a cuca do coitado de coronhadas: como ele não morava na quebrada não tinha o FEELING e MALÍCIA de quem nasceu aqui. Por isso sou tão precavido com esse fator da segurança. 

Em apenas 5 meses o negócio quebrou e ele se mandou. Vários clientes meus hoje dizem que ele era muito ENROLÃO, que só tinha PAPO e 171 na lábia e entregava trabalhos mal feitos ou zuados. 

Para abrir e manter qualquer negócio, não basta apenas dinheiro, vontade e teoria: é preciso SENTIR, saber ler os dados escondidos ao seu redor, rabiscar no papel, calcular, pensar, repensar, levar em consideração fatores que num primeiro olhar parecem que não tem nada à ver com o negócio, tem que ter MALÍCIA.

Próximo texto vou contar como meus superiores reagiram com o meu pedido de demissão: acho que tem gente lá na empresa até agora com uma couve flor piscando na bunda de raiva! 

Att Gerson Rav    

sábado, 2 de julho de 2016

Pedi demissão! Qual o motivo dessa loucura?

Após anos apanhando, sendo enganado, passado para trás e desprezado agora eu viro as costas para quem nunca valorizou meu trabalho e conhecimentos


Sou um homem desiludido... 

Quem me conhece pessoalmente sabe que eu lutei muito para conseguir superar várias desvantagens que não escolhi para minha vida: nasci de família pobre mestiços de ciganos, judeus e sírios, mentalidade de paus mandados viciados em trabalho de subsistência ou biscates, correram pelo Brasil e foram parar aqui numa periferia violenta de SP onde a lei do mais forte e mais sanguinário prevalece; eu não sou tão feio assim mas minhas características físicas e intelectuais diferentes não inspiram simpatia  nos brazucas de periferia ou tetudos de escritórios de TI que são mais acostumados e simpatizam com caras zueirões com biotipos afro-indígenas do tipo Neymar, Ronaldinhos ou Romário...

Comi o pão que o demônio amassou para conseguir sair dos subempregos de segundo grau completo que pagam salário mínimo.

No início ralei e passei fome em estágios insalubres na área de TI, gastei do próprio bolso quantias absurdas de dinheiro e TEMPO para adquirir certificações e conhecimentos para no fim... nunca alcançar meus objetivos ou ser reconhecido.

Quantas vezes eu participei de processos internos em empresas onde trampei para conseguir subir de cargo e mesmo estando entre os 3 finalistas e mesmo tendo mais skills e experiência, eu era rejeitado apenas pelo fato de que davam preferencia para falastrões enroladores ou comediantes de escritórios...

Uma vez numa das primeiras empresa de TI em que eu trampei,  estava conseguindo sair da HORRÍVEL área de SUPORTE REMOTO AO USUÁRIO  e ir para a área de Infra como Analista Windows para trabalhar com Windows Server e apesar de tudo já estar planejado fui duramente passado para trás: um dia antes de eu ter o cargo alterado na carteira apareceu um estagiário cheio das graças que fez uma piadinha cretina sobre um time de futebol na frente do CHEFE DONO DA EMPRESA e ADEUS MEU SONHO DE MUDAR DE CARGO... O chefe gostou tanto do PIADISTA que até rolou uma dancinha sinistra entre os dois com direito à encenação da FUSÃO do Dragon Ball Z onde os dois juntaram os dedinhos como duas bichinhas... patético.

Nem preciso dizer quem pegou meu cargo de especialista em Windows Server...

Esse falastrão comediante foi demitido alguns meses depois quando descobriram que ele usava o SERVER principal para jogar CS ao invés de trabalhar e tinha salvo o backup de um server  de e-mails no próprio server que um belo dia  bugou-crashou e lá se foram embora milhares de contas de e-mail corporativos de clientes que quiseram dinamitar a empresa... 

Nem precisa de legenda essa foto.


Saí dessa empresa e tive outros trampos na área de TI.

Depois consegui um estágio como programador VB e C/C++ com direito à mexer com DB numa empresa "fábrica de software" de FUNDO DE QUINTAL: outro pesadelo!

A empresa era tão desorganizada que era comum um cliente insatisfeito ou enganado invadir a empresa para xingar ou dar socos em nossas mesas pessoalmente! ABSURDO! SURREAL! 
Passei dois anos nessa vida de corno como estagiário no regime "TVN" (Te Vira Negão!) para no final 
NÃO SER EFETIVADO, um mês antes do meu desligamento como estagiário me fizeram ensinar o que fosse possível para outros 3 novos estagiários que entraram no meu lugar...

Depois disso desisti da área de desenvolvimento pois mesmo procurando uma vaga na área NUNCA MAIS CONSEGUI descolar nem estágio em programação...

Ainda assim consegui um trampo como analista de software que misturava suporte remoto e SQL, um verdadeiro cocozão de atividade.

Para conseguir sair do primeiro nível generalista sofrido e ir para o segundo nível como analista especialista foram mais alguns anos de sofrimento desumano e gastos de tempo, dinheiro e saúde... 

E percebi que só me deram a vaga de especialista com aquele sentimento de "Não gostamos de você mas já que só tem você que preenche os requisitos da vagas, fazer o que né?", ainda lembro com ódio do sorriso amarelo da tia do RH e da cara de bunda do Gerente do departamento no dia da formalização das minhas novas atribuições...

Depois também me cansei das rotinas insuportáveis e da crescente precarização do cargo que no fim se mostrou muito pior do que um trampo que tive quando era mais novo numa fábrica-madeireira. Vi que nunca iam me ajudar à ser um gerente ou gestor e caí fora.

Depois tive mais uns 2 trampos na área até conseguir esse em que estou saindo agora.

Nem quero falar do meu atual emprego que é outra porcaria também.

Ontem pedi demissão que ainda não foi formalizada pelo RH: apenas entreguei para o gestor minha carta de demissão escrita à mão e assinado. Agora só aguardo as instruções por e-mail pois entreguei a carta eram 16 horas e na sexta-feira OS MARAJÁS do RH só trabalham até as 13 horas...

Depois vou fazer um texto com as reações das pessoas ao meu redor quando informei minha decisão de mandar todos à merda...

Se eu estou com medo? NÃO! Felizmente hoje posso fazer isso, tenho meu micro-negócio que estudei e testei por quase 5 anos e também hoje tenho 2 aluguéis que juntos cobrem todas as minhas despesas mensais sem problemas. 

Como já disse: ao pedir demissão e formalizar meu micro-negócio não tenho pretensão nenhuma de ser um novo BILL GATES ou ficar podre de rico, muito pelo contrário, meu empreendimento vai ser um empreendimento de SUBSISTÊNCIA, pois o que vale pra mim é me LIBERTAR do tóxico ambiente corporativo LIXO com seus personagens CARREIRISTAS bizarros e falastrões.

Só de pensar que agora eu vou ter 5 HORAS LIVRES a mais na minha vida diária eu nem acredito! Eu perdia 2 horas e 30 minutos para ir para o serviço e mais 2 horas e meia voltando... Enfim , finalmente estou liberto do trânsito nojento de São Paulo.

Vou começar um grande projeto de APP android utilizando essas 5 horas que ganhei com a demissão. Pretendo fazer um jogo com tomadas de decisões baseado na minha vida e nos relatos que leio em outros blogs aqui da blogosfera. Aguardem. 

Quem acompanhar o blog vai ficar sabendo se vou me adaptar, fracassar ou prosperar nessa minha nova vida como "empreendedor".

Mas de uma coisa eu tenho CERTEZA: não volto mais para o regime CLT como PF. Descobri o delicioso sabor de ganhar dinheiro em troca de TRABALHO VIVO ou MERCADORIAS FÍSICA e isso é como droga: VICIA e você sempre quer mais e mais! A satisfação em entregar algo de VALOR para um cliente não tem preço! A satisfação de poder você mesmo definir suas METAS e ESTRATÉGIAS é outra coisa! Ser empregado de novo? DEUS ME LIVRE!  

Att Gerson Rav