É meus amigos, a pirâmide da previdência está de ponta cabeça, e como sabemos, pela lógica, toda pirâmide invertida desmorona.

Tem gente que defende a previdência alegando que a proteção social dada pelo governo é essencial para evitar que a massa acéfala caia na indigência, outros são contra porque dizem que o governo usa a previdência como migué para cobrar mais impostos e gastar tudo com mordomia para a casta política. 

Ruim com ela, pior se ela, porque aqui no Brasil ainda estamos vivendo um capitalismo capenga nem um pouco liberal e ainda muito atrasado.

As pessoas durante décadas foram acostumadas a depender de tudo do Estado, e agora com essa forçada artificial de um liberalismo capenga de araque o povo que sempre dependeu do populismo estatal ficará em maus lençóis.

Será um desastre social apocalíptico! Hoje temos pouca gente trabalhando de carteira assinada contribuindo com INSS e muita gente envelhecendo. 

Quem tira um MEI ou trabalha por conta sequer consegue a subsistência ou o suficiente pra pagar a taxa do MEI, principalmente por causa da alta carga tributária. 


Você já parou pra pensar que no passado, um idoso pobre típico se contentava em ter uma cama velha, dentro de um barraco coberto com brasilit e mofo nas paredes com um radinho de pilhas ou TV velha de tubo pra assistir programas horríveis da TV aberta e torresmo pra comer? Tudo isso sustentando por uma aposentadoria miserável. 

Hoje, até o torresmo está inflacionado. 

E nós que hoje temos todos os confortos de uma vida digitalizada e virtual hiperconectada com gadjets, como será nossa velhice sem aposentadoria e com super inflação de tudo?



 Quando você for trocado por um jovem mais disposto a ser sugado pela empresa e se ver idoso, cansado e sem renda, quem vai pagar sua banda larga, Netflix, TV a cabo, games, pacotes de telefonia celular, trocas de smartphones a cada 2 anos e comidinhas veganas e gourmet da moda?

Quem vai pagar seu Ifood? Quem vai pagar seu aluguel? Os remédios para doenças de velhos pode ser que se o SUS ainda exista e você consiga pegar "de graça", mas e seus hábitos digitais?

Parece episódio do Hermes e Renato mas não é!!!


Por isso, seja prudente e frugal enquanto ainda tem energia e valor no mercado de trabalho ou no mundo do empreendimento individual, senão, você irá parar num quartinho bolorento com cheiro azedo do seu traseiro idoso, sem dinheiro vivendo da piedade dos filhos ou de algum parente qualquer que verá você como um fardo. 

Vi vários exemplos assim na minha família, tios e tias velhos completamente perdidos na vida que viveram o lema "deixa a vida me levar", não guardaram dinheiro, não melhoraram de vida, nem casaram e nem tiveram filhos, até conseguiram se aposentar por idade mas mesmo assim tiveram uma velhice miserável e triste, agora imagine você o que seria ser idoso, doente e sem nem um centavo ou mixaria dada pelo governo! A sarjeta será o destino de milhares de idosos em 2040.

Fico imaginando, será que alguém vai querer assistir vídeos no YouTube e TikTok de gente velha e doente? Será que vai ter pancadão funk da terceira idade? Será que os idosos pobres do futuro serão vistos como commodities de consumo pelas grandes empresas? Acho que não.

Precisamos de uma reforma liberal genuína adaptada a realidade histórica de um povo infantilizado que sempre espera um salvador ou ajudinha, um presentinho "de graça ".

Att Gerson Ravv