Minha mãe me contava que no tempo em que ela era criança, os adultos pobres criavam seus filhos como quem criava porcos.

Minha mãe nasceu em 1948. Segundo ela, bastava a criança começar a dar os primeiros passos para que ela fosse jogada num canto da casa esperando que ela se virasse sozinha se alimentando com fubá, água e rapadura.

Devido à pobreza extrema, os pais não podiam ser pais no sentido que conhecemos hoje. Ser pai e mãe naquela época era só colocar mais uma pessoa no mundo que ao crescer ajudaria na subsistência da família trabalhando em atividade insalubres como olarias e carvoarias na cidade e   criancas da zona rural labutariam na roça e em colheitas. 

As crianças andavam praticamente nuas ou vestidas com farrapos, e podemos constatar isso assistindo filmagens antigas em que vemos bandos de crianças maltrapilhas e nuas brincando em ruas de barro da periferia dos anos 60,70 e 80. No YouTube tem vários vídeos assim.

Lembro que nos anos 80 aqui na periferia de SP, em quase todas as casas tinha um cachaceiro crônico que tocava o terror quando bebia, também tinham as temporadas de tarados que aterrorizavam as pessoas, nos anos 90 tivemos a epidemia de overdoses de cocaína e gangues de delinquentes juvenis que roubavam carros ou casas de ricos dos jardins. 

Por isso tivemos nos anos 80 um excesso de população urbana inútil, uma geração que foi exterminada tanto pela criminalidade quanto pelo Estado.

Muitas crianças que foram criadas de qualquer jeito nas décadas de 60 e 70 foram para o mundo do crime e drogas nos anos 80 e 90 e muita, mas muita gente mesmo morreu nessas décadas, lembro que tinha dia que amanheciam dois cadáveres em cada esquina e beco do bairro aqui, era uma zona de guerra, lembro de ver os vizinhos jogando baldes de agua com água sanitária em lagoas e poças de sangue dos cadáveres tombados nas ruas do bairro, lembro das cenas horríveis de ver sangue grosso sendo puxado por rodos e vassouras. 

Antigamente até meados dos anos 80 as crianças pobres realmente eram criadas como porcos, e deixando bem claro que quando falo em pessoas pobres estou me referindo aos assalariados de baixa especialização ou mão de obra pouco qualificada daquela época.

Era muito fácil e barato criar filhos nos tempos antigos, o Estado pouco se importava como você os alimentava, vestia ou os acomodava  num barraco precário com telha brasilit. 

Hoje, tudo mudou, as necessidades mudaram, se antes nos tempos de nossos avós bastava dar uma roupa usada para seu filho usar até virar farrapo, dar fubá com rapadura pra ele comer e deixar ele sozinho na rua correndo atrás de pipa e viver com ele num barraco sem reboco com mais 5 crianças amontoadas, hoje, se você tentar fazer isso pode até ser preso. 



Hoje deixamos nos guiar por especialistas, até para dar uma bronca na criança consultamos antes um psicólogo, hoje temos que ter Internet e disponibilizar smartphones e computadores para os grudentos usarem, roupas hoje não servem para cobrir o corpo apenas mas são símbolos de status, (minha filha de 10 anos veio me falar que não gostou da camiseta nova de 70 reais de marca genérica que ganhou porque não era "estilosa".

Me assustei certa vez que minha filha chegou da escola com uma carta da coordenadora pedagógica e uma nutricionista "sugerindo" que minha filha seguisse uma dieta maluca estilo vegana. 

Para ter um filho hoje em dia é necessário muita estrutura financeira e psicológica, além de muita responsabilidade. 

Minha infância em parte foi uma droga, um desastre total em algumas partes. Eu por exemplo, ficava só em casa com minha irmã, meus pais trabalhavam muito e quando folgavam estavam destruídos e só tinham forças pra dormir e fazer os trabalhos domésticos. 

Também fui criado como um porquinho, igual meus pais foram, assim como a riqueza a pobreza também passa de pai para filho.

Mas pelo menos tive uma infância relativamente confortável, tirando o tempo do Sarney e Collor quando até faltou comida em casa por uns meses, fui uma criança feliz e saudável que pôde estudar e ler muito.

Enfim, muita coisa melhorou para as crianças nas últimas décadas mas piorou muito a situação dos adultos em relação ao dinheiro e trabalho, está cada vez mais caro e difícil ter filhos. Ter um filho te faz crescer e melhorar como ser humano mas desde que você tenha condições de dar uma vida digna e decente para ele.

Att Gerson Ravv