Windows ou Linux? Qual o melhor sistema operacional?

Palavra chave: sistemas operacionais



A escolha dos sistemas operacionais pode gerar dúvidas entre usuários de computador experientes e iniciantes. Mesmo em tempos de popularização de smartphones, é muito importante ter notebook e computador de mesa.

Quando escolhemos o Windows ou o Linux estamos nos referindo ao software mais essencial para permitir o melhor funcionamento do PC e a configuração de todo o sistema da máquina.

A plataforma do Windows foi criada pela Microsoft, empresa fundada por Paul Allen e Bill Gates. O Linux foi desenvolvido pelo programador finlandês Linus Torvalds com código aberto permitindo o desenvolvimento e adaptação livre.

Neste artigo, falaremos mais sobre cada tipo de plataforma e os benefícios que cada uma pode proporcionar.

Sistemas operacionais

Tradicionalmente, o sistema é obtido através de um disquete ou cd-rom para ser instalado na máquina para formatá-la. Atualmente, é possível realizar o download de todo um sistema completo para realizar a formatação de forma simples e rápida.

Algumas pessoas ainda pensam que as plataformas do Windows e Linux somente podem ser instaladas por um técnico e que o Linux é mais complicado ainda. Porém, nos últimos anos, a instalação tornou-se em um processo cada vez mais simples e rápido.

Atualmente, o processo de instalação do Linux é muito similar ao do Windows e permite mais flexibilidade em comparação com as versões anteriores.

Considerando as peças e componentes atuais, o usuário poderá conseguir mudar de HD ou SSD e manter o sistema intacto para instalar a mesma unidade de disco em outra máquina mantendo todos os drivers.

O Windows 10 venceu as distribuições Linux?

Por ser gratuito e flexível, o Linux sempre foi um sistema amplamente distribuído, porém nos últimos dez anos o Windows alcançou mais distribuição, conseguindo estar instalado em mais de 70% das máquinas comerciais novas e recicladas em todo o mundo.

É um número impressionante fruto de um esforço agressivo por parte da Microsoft desde o lançamento do Windows 10 desde 2015.

O principal foco para os anos de 2020 é dominar mais de 90% do mercado mantendo o Windows presente em quase todos os computadores.

Evolução técnica

Há alguns anos, o sistema da Microsoft já oferece suporte para toque em telas sensíveis, cuja possibilidade ainda não é possível em todos os equipamentos da Apple.

Outro fator é que grande parte dos fabricantes de computadores pensam no projeto da máquina com o Windows fazendo parte do projeto. Esse fator permite o Windows ser um sistema cada vez mais presente.

Vantagens e desvantagens do Windows

Nos anos recentes, a Microsoft teve a ideia de oferecer para seus usuários a realização do upgrade gratuito para o novo sistema a usuários do Windows 7 e Windows 8.1, essa iniciativa ampliou ainda mais o interesse.

Posteriormente, o Windows 10 foi lançado com o objetivo de corrigir os erros do Windows 8, podendo oferecer uma interface mais leve e fluída. Sendo assim, o sistema foi transformado em serviço digital permitindo atualizações periódicas, ofertas de produtos, correções e verificação de segurança.

São estratégias recentes lançadas para reforçar a marca e o interesse pelo Windows 10 que, atualmente, está presente em mais de 800 milhões de máquinas em todo o mundo.

Por outro lado, os recursos de constante atualização podem oferecer problemas e travar outros programas que o usuário precisa utilizar, como o antivírus, por exemplo.

Podemos considerar computadores básicos e até máquinas mais robustas com placas de vídeos dedicadas, todas rodam muito bem com Windows, porém podem ocorrer conflitos de drivers, incompatibilidade de componentes, ausência de atualização para rodar outros programas recentes e demais tipos de dados compatíveis entre Windows e a estrutura de segurança do hardware.

Menos riscos

Apesar das desvantagens do Windows, a grande parte dos usuários de computadores pessoais e profissionais selecionam máquinas já fabricadas e vendidas com o Windows incluso.

Os notebooks e desktops já formatados de fábrica com o Windows oferecem menos riscos de serem incompatíveis e gerarem os problemas citados anteriormente. Pelo fato de serem testados previamente pelo fabricante, torna-se mais fácil superar imprevistos e manter a máquina sempre atualizada.

Outro benefícios do Windows é a acessibilidade, ele pode ser instalado em máquinas da Dell, Lenovo, LG, Apple, podendo fazer parte da configuração de uma máquina de R$ 800,00 reais ou de PCs mais robustos com valores de R$ 15.000,00 reais.

O lado negativo dessa flexibilidade é não conseguir prever sempre qual a edição do Windows estará presente na máquina.

Sabemos que cada versão ou edição do Windows pode se adaptar melhor com cada tipo de máquina dependendo da placa-mãe, memória, processador e outras características.

Mas, quando o usuário seleciona comprar um computador fabricado por uma marca de renome é garantido que todos os componentes do Windows serão originais e adequados para a configuração do hardware.

Porém, o cliente pode sofrer com grandes desvantagens ao adquirir uma máquina mais barata ou de marca menos conhecida com componentes de baixa qualidade ou sem assistência técnica.

Um dos fatores que mais gera segurança para o cliente é comprar uma máquina que contenha o Windows e se sinta mais seguro por estar usando um dos sistemas operacionais mais conhecidos do mundo.

De todo modo, ao escolher o Windows, o usuário terá tranquilidade para instalar e utilizar os programas do pacote Adobe como o Photoshop e Premiere e outros programas importantes como o pacote Office e Corel.

O mesmo não acontece com o Linux que nem sempre aceita esses programas mais robustos, somente similares pagos ou gratuitos para a edição de imagens, textos e projetos.

Windows e os jogos

Teoricamente, o Linux também não consegue rodar todos os tipos de games gratuitos e pagos existentes no mercado. Em muitos casos é necessário instalar um programa que permita adaptar, podendo causar conflitos com o sistema Linux posteriormente.



Mas, quando falamos em sistemas operacionais, o Windows se destaca por não exigir nenhum tipo de programa ou emulador para rodar games e programas adicionais.

O Windows é um sistema que permite configurar uma rede doméstica, instalar e configurar um servidor para toda a casa e, facilmente, configurar a internet.

E todas essas atividades são simples e inteligíveis no Windows sem exigir ajustes como o Linux.

Para quem gosta de usar o computador para jogar ou decidiu montar um PC Gamer, o Windows ainda é imbatível pela sua facilidade, leveza e acesso, permitindo baixar e jogar games independentes (indies) e de alto nível.

O sistema Linux

Agora vamos falar de um dos sistemas gratuitos e de código aberto mais conhecidos em todo o mundo, que possui versão brasileira e versões em diferentes países.

O sistema Linux se tornaria muito famoso em todo o mundo por ser versátil, podendo ser usado em microcomputadores, em sistemas nas nuvens, em roteadores, SmartTV e todos os dispositivos digitais.

Em comparação com o Windows e o macOS, o Linux é um sistema de código aberto. Além de gratuito, qualquer pessoa pode modificá-lo, distribuí-lo e adicionar plugins e drivers se necessários.

Vantagens e desvantagens do Linux

A seguir, apresentamos as vantagens e desvantagens do Linux, lembrando que esse sistema possui uma grande comunidade internacional de técnicos e desenvolvedores que são fãs desse sistema e que não trocam pelo Windows.

O código aberto é um benefício?

O código aberto é um dos principais benefícios do Linux, por se tratar de um software livre, o usuário não fica dependente das licenças do Windows e da Apple.

Além da liberdade e do posicionamento, o usuário se sente mais confortável por ter um sistema grátis, de código aberto e que pode ser complementado conforme suas necessidades e não por decisão de uma grande corporação.

Devemos lembrar que não se trata de uma pirataria, de quebra de direitos autorais e de comercialização não autorizada, a própria plataforma Linux foi arquitetada dessa forma.

São milhares de usuários em todo o mundo que se dedicam a usar, transformar e adaptar a plataforma Linux conforme a necessidade de cada um. As distribuições se referem à liberação de versão do sistema que pode executar tarefas específicas e atender necessidades focadas.

Existem versões do Linux que também oferecem o uso geral, não específico, para atender quem precisa navegar na internet, fazer tarefas pessoais e profissionais.

As desvantagens do Linux

Enquanto que as desvantagens do Windows não são facilmente percebidas pelas possibilidades e segurança oferecidas pela Microsoft, o Linux oferece desvantagens, principalmente, para usuários que estão há muito tempo habituados com a plataforma criada por Bill Gates.

Considerando os sistemas operacionais, o Linux não oferece suporte técnico centralizado. Dessa forma, o usuário não terá acesso a um e-mail ou telefone central pelo fato de não existir somente uma ou duas versões do Linux. Geralmente, em caso de erros o usuário deverá fazer contatos em fóruns de desenvolvedores para prover alguma solução.

Outro fator desvantajoso é lembrar que grande parte dos computadores disponíveis no varejo não são fabricados com Linux.

Considerando o mercado, somente a Dell é uma grande marca que comercializa equipamentos notebooks e desktops com Linux, permitindo ao usuário realizar a instalação do Windows posteriormente, caso deseje.

Recuperando computadores antigos

Para recuperar um PC mais antigo, instalar o Linux pode ser uma boa solução. Enquanto que as novas versões do Windows não se adéquam às máquinas antigas, o Linux ao ser instalado conseguirá recuperar a máquina e manter ela rodando normalmente.

Para instalar o Linux em máquinas antigas ou novas basta fazer o download do sistema operacional e realizar a instalação básica que é bastante simples. Porém, dependendo das limitações técnicas da máquina, o Linux poderá não recuperar o desempenho tradicional do PC.

Programas para Linux

Outra desvantagem de se utilizar o Linux é o fato do usuário depois de instalar este sistema não conseguir baixar todos os tipos de aplicativos que necessita.

Para baixar programas gratuitos é comum boa parte dos softwares não possuírem versões para Linux. E quando falamos em programas pagos como Adobe, Office e Corel, o Linux também não possui suporte relacionado para instalar e rodar esses programas.

O que fazer para utilizar programas no Linux?

Além de utilizar programas emuladores que possam permitir rodar programas robustos que o Linux não aceita, a boa solução é utilizar programas similares.

Caso a pessoa sinta falta do Photoshop, ela pode tentar baixar o Krita ou instalar o GIMP. O GIMP é um programa de edição de imagem desenvolvido para a plataforma Linux.

Caso o Office da Microsoft não seja aceito, a solução é baixar e utilizar o LibreOffice. Comumente, programas grátis e de código aberto como Blender são aceitos no Linux normalmente.

Caso o usuário insista em rodar programas do Windows na plataforma Linux, será necessário instalar o WINE e o CrossOver para gerar uma camada de compatibilidade. 

Como fazer suporte e atualizações no Linux?

Lembra que, entre os sistemas operacionais existentes, o Linux é o único que não oferece um suporte técnico especializado e centralizado?



Enquanto que a Microsoft oferece atualizações e contatos para seu suporte, o Linux oferece somente acesso a uma grande comunidade de técnicos, desenvolvedores e usuários comuns que se ajudam mutuamente para ajudar a solucionar qualquer tipo de problemas que possam surgir.

As comunidades também podem oferecer atualizações e drivers de correção para determinado programa. Porém, geralmente, a plataforma do Linux não exige atualizações pesadas como o Windows. O usuário Linux ao fazer qualquer atualização pode continuar usando a máquina normalmente sem precisar reiniciar o PC.

Qual é o melhor sistema operacional?

Sabemos que cada sistema possui suas características com vantagens ou desvantagens, dependendo dos recursos e objetivos para cada tipo de tarefa e configuração de máquina.

O Windows, mesmo sendo pago, é mais popular e seguro. O Linux também é seguro e funcional, mas não oferece todas as opções e flexibilidade que o Windows oferece para instalar e rodar todos os principais programas do mercado.

Conclusão

Portanto, como relatamos neste artigo, ambos os sistemas operacionais oferecem vantagens e desvantagens. Dependendo do perfil do usuário, dos custos e da função da máquina é importante pensar na escolha.

Em ambos, o processo de instalação pode ser realizado por meio de CD ou download do arquivo a ser executado.

Enfim, cada sistema operacional tem suas particularidades e não se pode dizer que um é melhor que outro, isso depende mais dos objetivos do usuário em relação ao paradigma de cada sistema operacional.  E você? Prefere Windows ou Linux? Conta aí nos comentários! Obrigado por ler o blog e seja feliz e tenha muito sucesso em suas escolhas! Show!!!


Att Gerson Ravv