Isso me aconteceu alguns anos atrás. Não sei se é uma vertente daquelas sacanagens que fazem em banheiros de shopping ou terminal de ônibus, mas fica aqui o alerta amigos.

Uma vez na rodoviária de Londrina no Paraná, quase Caio no golpe do punhetão. Eu inocente e morrendo de sono, estava esperando o dia raiar para pegar um ônibus para Cascavel. 

Daí ms vem o Zé Bronha com cara de humilde pedindo ajuda, pedia para que eu fosse até o banheiro da rodoviária ajuda lo a tomar remédio, tipo ler a receita e a bula pra ele, migué dizendo que o copinho de remédio estava na pia do banheiro.

 O sujeito com cara de caipirão, bota e chapéu de palha, estilo Mazaropi ou Barnabé mesmo, bem humildão. 

Até o inteiro foi corrompido pela degeneração 


Eu inocente de tudo fui. Daí o vagabundo encosta no mictório e saca seu bilau, nisso  começa a bater uma bronha bem ali na minha frente, eu já putasso perguntei que droga era aquilo, e o pilantra diz "50 reais pra por na sua boca, 20 pra vc só pegar e 10 pra vc ficar olhando por 10 minutos.". Pqp! E a gente pensa que no interior o povo é mais sossegado. Se f### viu. 

Cheguei na casa da minha bisavó em estado de choque naquele dia. Pior foi o sotaque de caipira: "50 rear pra porrr na sua boca, 20 rear pra ôce pegarrrr e 10 rear pra olharrrrr, vai quererrrr paiázinho? Sabia que gamei nôcê?". Pqp viu.

  Att Gerson Ravv