Papai Lixoso - Meu PaiLhaço - blockchainsupertrader.com by Gerson Ravv

Tudo sobre TI-trabalho-dinheiro-mercado de trabalho-sistema-operacionais-computação e muito mais!

Hot

Post Top Ad

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Papai Lixoso - Meu PaiLhaço

Uma relação de amor e ódio com meu Papai Lixoso


Olá amigos, quem acompanha o blog de milianos atrás sabe que após minha mãe morrer voltei à morar com meu pai...

Minha mãe em seu leito de morte pediu para que eu cuidasse dele pois ele sempre foi um irresponsável em matéria de administrar uma casa e cuidar de si mesmo, apesar de sempre ter sido um homem viciado em trabalho.

Confesso que nunca gostei do meu pai desde cedo. Eu temia aquele homem que tinha um temperamento explosivo e que do nada destruía alguns móveis ou objetos em casa quando discutia com minha pobre mãe, o bom é que ele nunca relou um dedo nela, outro ponto positivo nele é que NUNCA ouvi um palavrão saindo da boca dele e nunca gritou comigo e nunca me bateu.

Meu pai era viciado em trabalho e diversão: trabalhava a semana toda e sumia na sexta-feira voltando pra casa somente domingo de madrugada após sabe-se lá onde passou os dias em que ficou ausente.

Lembro que minha pobre mãe se arrumava toda na sexta-feira esperando ele chegar do trabalho, ela chegava do trampo dela quatro da tarde, tomava banho e colocava sua melhor roupa, meu pai chegava, tomava banho, se arrumava como um príncipe cigano, se perfumava e... deixava minha mãe falando sozinha e ia farrear sozinho. 

Meu pai fumava quatro maços de cigarro por dia e virava meio litro de vodca de uma vez e nem ficava tonto ou alterado, parece que ele é imune ao álcool, coisa de louco! Nunca vi meu pai embriagado falando ou fazendo besteira.



Minha mãe era obstinada por comida natural e saúde: fazia dietas, comia alimentos frescos, não fumava, não bebia, praticava exercícios de manhã e dormia cedo, meu pai era o extremo oposto dela. Eu em minha inocência pensava que ele ia morrer cedo por conta de seus hábitos e dieta: meu pai comia e ainda come muita porcaria, come carne crua, bebe sangue de carpa, de boi, de cabra, come peixe cru, enlatados, bebidas alcoólicas e tudo com muito sal e pimenta.

Minha mãe ia todo sábado em sua seita cristã e rezava o tempo todo, já meu pai, frequentava antros de feitiçaria, terreiros de religiões afro e tinha um baú cheio de livros estranhos sobre satanismo, bruxaria, feitiçaria, São Cipriano e já cheguei até a ver bonequinhos de vodu, estatuetas horripilantes de deidades estranhas e garrafas estranhas com animais dentro boiando em líquidos gosmentos todos espetados ou acorrentados. D'us me livre!

Apesar dessas diferenças entre meus pais, raramente brigavam por causa de religião: conviviam numa boa com essas diferenças abismais entre eles! Bizarro! Brigavam mais por causa das mulheres que tinham a ousadia de ir até nossa casa atrás dele!

Eu passei muita vergonha com meu pai: perdi a conta das vezes que indo para a escola de manhã, principalmente quando ele estava de folga ou de férias, meus amiguinhos e eu sempre dávamos de cara com ele pulando a janela de alguma casa após ter comido a esposa de alguém da vizinhança.

Uma vez fui na casa de uma vizinha procurar minha irmã e dou de cara com meu pai fazendo um metelóviskis ardente com a mãe do meu colega de escola: naquele dia ganhei 50 cruzeiros novos e um bonequinho novinho do He-Man estava na minha cama dois dias depois. Nem preciso dizer que fiquei chocado ao ver meu pai peladão com aquele negócio mole, molhando e pingando e a mãe do meu amigo com a chana mal raspada tentando disfarçar e me convencer à não contar nada para minha mãe...

Outro escândalo foi quando minha mãe pegou ele com duas garotas em casa no dia de folga dele, ela saiu mais cedo do trabalho e flagrou a sacanagem, pelo que fiquei sabendo quase todos os móveis do quarto deles foram destruídos: ao invés de darem socos um no outros meus pais costumavam destruir os objetos que estivesse mais próximos enquanto discutiam. 

A sorte é que minha irmã e eu estávamos de férias na casa da nossa avó lá no Sul, só fiquei sabendo disso anos mais tarde ouvindo minha mãe contando isso e ACHANDO ENGRAÇADO com sua amigas!

Minha mãe, coitada, suportava as chifradas do meu pai com uma resiliência absurda! Não sei como ela aguentava aquilo: ela que sustentava a casa, qualquer conta, problema ou reparo que a casa precisava era ela que corria atrás, pois meu pai sempre estava mais preocupado em correr atrás de outras mulheres, farras nos fins de semana e reuniões em seitas estranhas, ele dava dinheiro em casa mas era completamente ausente em termos de administrar a casa e cuidar de todos.

Minha mãe guardava dinheiro e cuidava da casa e da gente, meu pai ganhava muito dinheiro nessa época mas torrava tudo com diversão e farra, dizia que se não fizesse assim enlouqueceria por causa do stress e cansaço que sofria no trabalho: um amigo e ele abriram uma fabriqueta que fornecia não seio que micro peça para grandes montadoras e nessa época ganharam muito dinheiro mesmo, pena que ele torrava tudo e não guardou nada...

Agora vejam que ironia: minha mãe morreu cedo, com umas quatro doenças diferentes e meu pai ficou ai, está hoje desfrutando de 3 aposentadorias, não tem nenhum problema de saúde, parou de fumar tem uns 20 anos mas continua bebendo vodca como se fosse água e comendo lixo como se não houvesse amanhã, ainda possui um verdadeiro harém de vagabundas!

Faz exames a cada seis meses e fica exibindo dizendo que tem mais saúde que eu!

Em seu WhatssApp vejo cada conversa perturbadora que penso: como pode isso? Um velhote desse pegando desde garotas de 20 e poucos anos até velhas de 60 anos! Tudo porque agora possui tempo e dinheiro de sobra...  Claro que ele não é rico, mas se comparado com a massa de homens desempregados, ferrados ou mal pagos, eles está alguns níveis acima em matéria de poder financeiro.

Já dizia o Hermes e Renato: "Mulher gosta de dinheiro quem gosta de peru é bicha!"

Eu falo pra ele: "Mas pai! Você não vê que essas mulheres só querem arrancar dinheiro e favores de você? "

E ele me responde: "Problema delas, apenas quero a saúde e juventude delas pra me manter vivo e saudável, dou uns presentes pra elas que nem me fazem cócegas no bolso... Idiota é você que já está em seu segundo casamento, errar uma vez é aceitável, mas fazer o mesmo erro duas vezes é coisa de idiota! Você realmente é filho da sua mãe mesmo Gerson..."

Enfim, sei lá! A vida realmente é irônica! Na vida real os moçinhos sempre se dão mal. Pelo menos convivo de boa com ele hoje apesar de ainda achar seus hábitos horripilantes e grotescos. 

Hoje conheço ele melhor, até entendo esse jeito dele de levar a vida, é uma escolha dele. Eu, realmente puxei mesmo minha mãe e é capaz de eu morrer primeiro do que meu pai!

Hoje ele está muito mais calmo, parou de fumar, bebe muito ainda mas com pouca frequência, toca sua guitarra num volume mais baixo do que antigamente, de vez em quando se veste de palhaço e vai fazer palhaçadas, malabarismos e truques baratos de mágica na associação do bairro ou na rua mesmo para divertir a molecada e talvez seduzir algumas vagabundentes entediadas com seus casamentos e maridos ferrados e mal pagos...

Att Gerson Ravv






27 comentários:

  1. Sobre não se cuidar : Genética

    Existe pessoas que tem predisposição a ter doenças " Genes". O que muda é que se uma pessoa assim fizer o que seu pai fez e faz vai morrer em meados dos 30.


    Agora seu pai tendo este tipo de genes levando uma vida saudável poderia viver muito mais anos.

    Antigamente era comum o pessoal casar para manter aparência , casava mesmo não gostando da esposa.

    O seu pai deveria ser o eterno solteiro , mas fez isso unicamente por convenção social ou por pura vaidade.

    Não pense que estes caras se dão bem, também se fodem. Para cada 10 golpista da praça 9 nove vão a falência rapidamente.

    Apenas uma elite de psicopatas se da bem, a grande maioria também se fode.


    Não invejo este tipo de pessoa, até porque todos metidos malandrões velhos amigos de infância, morreram , estão na cadeia ou vivem de bicos e mascates.

    Apenas uma elite muito bem preparada e ardilosa se dar bem: Estes são ainda mais espertos que o malandro brasileiro.


    O importante é ter sua convicções e fazer por onde.

    Meu pai nunca conheci.
    Pai da minha esposa um lixo alcoólatra com mania de grandeza.
    Meu ex padrasto um lixo alcoólatra que batia na minha mãe e dava tiros no fundo da casa. Após se separar da minha veio óbito por bebedeira uns 6 anos depois.




    Resumo: Este tipo de perfil malandrão é mais comum do que você imagina. Porém a grande maioria que conheci morreu , apenas uma minoria vive com qualidade de vida.




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Mestre, realmente a genética da família dele é forte, a velharada lá morre com 90 e poucos anos e sempre por causa de quedas em que fraturamento um osso e então morrem de pneumonia. Não invejo nem um pouco meu pai alias, rezo desde os 7 anos para não ser como ele. Abraços Mestre!!!

      Excluir
    2. HAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHA

      PURA VERDADE.

      Um tio meu que gostava de se envolver com menores em troca de dinheiro acabou de ir em cana .

      Ele já está velho , com sequelas do derrame cerebral e provavelmente vai morrer na prisão.

      Seu pai é um homem de sorte ,betão.



      HAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHA








      PAULINHO PUXABOSTA

      Excluir
    3. Muito bons seus textos mestre dos dividendos parabens

      Excluir
  2. Tenho um avô que é do jeito do seu pai. Inclusive tem a historia dele. Nunca deixou minha avó trabalhar, mulherengo, ostentador, no fim da vida dela deixou os filhos para cuidarem. Atualmente ele está pagando pelo preço provocado por décadas. Abraço

    http://gariadvogado.blogspot.com/2018/05/a-vida-como-ela-e-seu-bezerra-da-silva.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Post que falo do meu avô é o de cima

      Excluir
    2. Vou ler quando chegar em casa man! É difícil conviver com alguém assim. Abraços man!

      Excluir
  3. Conversa mole essa hein Gerson Ravv viajou na maionese

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conversa mole? Vc não sabe os impactos na vida financeira e pessoal que tive por ter nascido de um pai tão lixoso e imoral como o meu. O texto só mostra que muitas vezes mesmo planejando o futuro ele não ocorre como planejamos: caso da minha mãe.

      Excluir
    2. E por que tu ainda se relaciona com ele?!

      Por acaso tu é masoquista , ein Betão?!





      HAHAHAHAHHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAH







      PAULINHO PUXABOSTA

      Excluir
  4. Sua mãe morreu nova? Se sim é uma grande ironia mesmo nessa vida os bons ou aqueles que cuidam parece que vão mais cedo meu primo de 21 anos teve leucemia acho que é um tipo de câncer e o cara era de academia gente boa e preocupado com alimentação me explica isso mundo

    ResponderExcluir
  5. Este post concorre com aquele da entrevista de empregos para o prêmio de mais fake do ano.

    Por favor, pare de inventar estas histórias.

    Você não precisa disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não preciso inventar histórias. Minha vida desde o começo tem situações caóticas e gente destrambelhada. Se não gosta do blog caia fora, não preciso da sua audiência e opiniões. Sofri muito nas mãos dos meus pais e ainda passo muita vergonha e preocupação com meu pai. Não invento nada, apenas desabafo aqui essa minha vida absurda num lugar zuado com gente zuada. Abraços man.

      Excluir
    2. A estória da entrevista de emprego e a aventura religiosa em harmonia com a natureza são as minhas favoritas.


      hahahahahhahahahahahahahahhahahah




      PAULINHO PUXABOSTA

      Excluir
    3. Então aproveita Paulinho, em breve vou vender esse domínio aqui e excluir e fechar essa joça desse blog inútil para sempre.

      Excluir
    4. Relaxa Gerson. Invista no blog, mantenha a esperança que as coisas vão melhorar. Seu blog não é inútil, é um dos melhores blogs da finansfera e é só questão de tempo ele ter maior visibilidade.

      Mas caso decida mesmo deletar, deixe ao menos um backup pra gente.

      E bota esse paulinho puxamerda pra correr daqui. Haterzinho lixo esse.

      Abraço

      Excluir
    5. Estou adorando seu blog man, suas histórias de vida são muito interessantes, e vejo que você é um ser humano que está muito além matrix, estou aprendendo muito aqui, não só com as dicas sobre Finanças, mas também com os relatos sobre sua vida. Abraços mam. Anônima.

      Excluir
  6. HAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAH

    Eu não duvido nada que essas suas histórias pavorosas sejam verdade , pois eu também conheço umas realmente cabulosas da minha cidade.





    hahahahahhahahahhahahahahhahahahahhahahahhahahahahahhahahahhahahahahhahaha


    Eu realmente me delicio muito com suas histórias de terror , esta está entre as melhores.







    PAULINHO PUXABOSTA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comedor de caneco de hater1 de julho de 2018 20:23

      Conhece porra nenhuma bonobo. Com esse estilo chimpanzé de ser, não passa de um coitado fracassado de 50 anos de idade que não construiu nada na vida. Chora embaixo da cama agora.

      Excluir
  7. Eu li o seu relato do seu primeiro casamento, nem vi q vc tinha casado de novo hehe, mano mas você ainda ve vantagens e coisas positivas no casamento? eu namoro e tal e penso em casar com ela mas vejo nisso um peso enorme nas economias e tenho receios, as pessoas casadas me desestimulam bastante tambem e falam mal muitas vezes da vida de casado, vejo muito casamento de fachada e infeliz, muitas traições tambem , muitos me aconselham a não casar tenho 24 anos, penso em casar depois que eu me formar na faculdade daqui a 2 anos, gostaria da sua opinião sobre o casamento saber sua visão sobre isso, eu acompanho os caras que seguem a filosofia da real e eles embora não desaprovem , desestimulam bastante, obrigado de antemão Gerson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Casamento é somente para quem é maduro o suficiente para ver a vida com outra perspectiva. Covardes e imaturos não casam e quando casam só dá merda. E outra, nem tudo o que falam sobre casamento é verdade, cada caso é um caso, fico besta de ler tanta besteira em blogs por ai, tudo moleque inexperiente que não sabe o que está falando, é até bom que seja convictos em nunca se casar e por filhos no mundo: a maioria que acredita em extremismos como marriage strike e na inevitável traição que vão sofrer em relacionamentos são doentes mentais ou muito problemáticos em relação às mulheres, mas nada que um bom psiquiatra/sexologo não pode resolver. Gosto muito de companhia feminina, apesar de ser meio esquisito, consigo conviver de boa com uma mulher, só não sou mulherengo como meu pai não por falta de papo, mas por que não curto mesmo essa onda de ser "o comedor", sei lá, gosto de ter uma companheira ao meu lado. Por enquanto meu atual casamento está ótimo, caso dê errado, deleto e vou atrás da minha felicidade oras, simples assim. O medo é o maior inimigo e amigo de nossas mentes man.

      Excluir
  8. nao entendi qual a proposta do seu blog, afinal de contas seu pai tem uma vida que a maioria dos homens queriam, tem dinheiro, saúde, mulheres de varias idades, tem hobbies.

    talvez ele nao foi um bom pai, mas como homem soube viver a vida como poucos, eu mesmo ja passei dos 30, ja fui casado por 10 anos,e lendo seu relato te digo que quero ter uma vida parecida com a do seu pai cara

    essa primeira vez q comento aqui...

    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Man, a vida do meu pai sempre foi infernal e a nossa também por causa dele: minha mãe que socorria ele quando ele ia preso por se envolver em bingos e cassinos clandestinos, nossa vida era um terror por causa desse estilo de vida dele. E quando ele fazia rituais estranhos envolvendo animais e degola, eu criança ficava hipertenso vendo os animaizinhos estrebuchando. Ele vivia fugindo dos cornos ofendidos em busca de vingança e correndo de mulheres que viviam pedindo dinheiro pra ele. Meu pai era um atormentado iludido por fantasias egoistas e viciado em luxuria. Somente teve sorte de não morrer cedo ou ficar preso por mais de um dia. Hoje está mais calmo, porém, eu jamais desejaria ser como ele foi e não desejo para ninguém passar pelo que eu passei, minha mãe, eu e minha irmã sofremos muito nas mãos deles apesar de nunca ter batido ou sequer gritado conosco.

      Excluir
  9. Meu pai também foi um bosta. A minha mãe recebia e entregava o dinheiro na mão dele, que usava para construir as casas de aluguel, depois ele dizia que o aluguel era dele. Após alguns anos desapareceu no mundo deixando minha mãe comigo e minha irmã novos, graças a Deus miha mãe sempre trabalhou e não passamos necessidades.
    Um abraço,
    Investidor doméstico.
    https://investindonaif.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo man: só quem teve um pai problemático sabe o sofrimento que passamos com nossas mães quando eramos criança, e ainda tem maluco aqui falando que queria ter uma vida como a do meu pai!

      Excluir
  10. Meu pai também não era grande coisa. Fez várias merdas comigo, chegando a me espancar na frente de conhecidos numa certa ocasião. Outra vez me jogou no chão e chutou porque fui andar de bicicleta na rua. Traiu minha mãe, não ajudava em nada em casa, deixou de colocar dinheiro em casa para dar na mão de vagabundas por aí. Não me ensinou praticamente porra nenhuma na vida. Era pai apenas na teoria ou na hora de exercer autoridade perante outros idiotas da família dele.

    O resultado disso foi desastroso. Por falta de base dentro de casa, de referência, de alguém que me ensinasse valores para enfrentar a vida passei e ainda passo por grandes dificuldades. Timidez, medo, fracasso fazem parte da minha trajetória. Se você não tem uma base sólida vinda de casa, passará por perrengues terríveis na vida enfrentando canalhas cheios de autoestima, confiança e energia. Perderá empregos, namoradas e oportunidades por falta de pulso e agressividade. Sofredores de bullying em sua maioria tem pais merdas que não dão auxílio nenhum.

    No antigo blog do pobreta cheguei a relatar minha história com meu pai. Se vocês pretendem ter ou já tem um filho, o criem com dignidade. Ensine-o coisas boas. Ninguém pode colocar filho no mundo e simplesmente larga-lo a própria sorte. O sofrimento de um filho desamparado é terrível e desanimador.

    ResponderExcluir

Comentários liberados, porém, se exagerar e postar discursos de ódio, preconceitos e spam vai levar bam! Att Gerson Ravv

Post Top Ad

Your Ad Spot