Será que estamos prestes a viver um apocalipse financeiro mundial? Quem nasceu rico vai morrer pobre e quem nasceu pobre vai morrer miserável?


Amigos, estou chegando na metade da vida e digo para vocês: nunca vi anteriormente uma decadência financeira tão grande aqui nesse país chamado Brasil!

Sei lá, parece que as coisas só pioram todo dia! Não vejo quase ninguém mais empolgado quanto ao futuro.

Cada dia que passa parece que fica cada vez mais difícil economizar e planejar a vida financeira e o futuro. 

O que vejo desde meados do fim dos anos 90 e que vem piorando a cada dia:

*mesmo cortando gastos e economizando no nível mais hard core a inflação vai comendo nossas economias;

*quando tentamos fazer render aquelas economias sofridas acabamos por ver os bancos e corretoras comendo mais da metade de nossos lucros com taxas ou o governo levando boa parte embora;

*e para arrebentar a boca do balão, as empresas não pagam mais trabalho extra ou super bem feito com dinheiro ou promoções!

Eu fico pensando revoltado: meus pais conseguiram comprar casas e manter nossas vidas com suas horas extras que eram pagas em dinheiro, eles sequer tinham concluído o primário quando eram solteiros e conseguiram acumular dinheiro através de trabalho extra, e eu hoje com o título de "especialista" em uma área da TI até hoje não vi ainda uma empresa da área que pagasse hora extra em dinheiro, só usam o maldito banco de horas.

Mesmo quando eu trabalhei em outras áreas em outros cargos e funções, NUNCA recebei dinheiro por trabalho extra! Que futuro vai ter uma geração de jovens que além de se vender por tão pouco ainda não recebem em dinheiro o trabalho extra que realizaram! Isso é um escarro na cara do trabalhador! 

Fico imaginando a cena: eu entro no banco e falo para o gerente que pretendo financiar uma casa ou um trator, ele fica feliz e pergunta como eu pretendo pagar as mensalidades, eu então, super sagaz tiro de uma pasta várias folhas de ponto com planilhas do Excel onde podemos ver  milhões de horas extras que me devem como banco de horas nas empresas em que trabalhei ao longo da vida...



A gente assiste esses babacas vendedores de ilusões (cursos) falando que a saída é o empreendedorismo e a inovação... Mas como empreender nesse país lixo em que tudo é taxado e se a gente tenta registrar uma patente ou uma simples marca-logotipo enfrentamos uma burocracia insana e temos que pagar taxas absurdamente altas! 

Para vocês terem uma ideia, fui registrar uma patente de uma aplicação e uma logomarca: o processo ficou em mais de 6 mil reais! SEIS MIL REAIS!!!!! Só para um bando de funças chimpas que não entendem nada de tecnologia darem um carimbo e certificado válido por apenas 10 anos e que uma vez expirado temos que refazer todo o processo idiota novamente. Lixo!

Vejo na minha rua em que moro essa ilusão de ser um microempreendedor: nos últimos 5 anos cansei de ver dezenas de microempreendedores abrindo seus negócios e falindo, um seguido do outro, aqui ao lado tem uma casa em que acabaram de abrir uma ótica que antes já foi: pizzaria, lanchonete, hamburgueria, loja de cosmético, mini-mercado, puteiro e até igreja evangélica, todas quebraram em poucos meses. 

Os que conseguem se manter sobrevivem no esquema de roer uma unha enquanto a outra cresce, empreendedorismo de subsistência. 

Meu inquilino empreendedor é um exemplo: ele me mostra sua folha de impostos e eu fico louco de ver o quanto o governo lucra com tributação! Cadê a minha parte! Cadê o retorno dessa fortuna roubada de nós???

Eu nem me admiro mais quando um conhecido meu com seus quase quarenta anos vai embora do Brasil se aventurar num intercâmbio pra lá de duvidoso em um país semi-pobre da Europa ou da Ásia... Aqui não temos mais esperança de bons tempos e quando a esperança morre meus amigos, fazemos qualquer coisa para te-la de volta, até ir embora para outro lugar e viver fazendo coisas ou trabalhos que somente um analfabeto completo aceitaria fazer.

Desculpem pelo texto tão baixo astral amigos, mas sei lá, estou cansado. Não aguento mais ver tanta desesperança e desvalorização do trabalho...

Estou farto de receber ligações nos dias de minhas folgas e ter que ir trabalhar mesmo sabendo que não receberei aquelas horas sofridas em dinheiro. Banco de horas pra quê? Pra cair morto na cama e somente conseguir se levantar 24 depois de se recuperar a mente cansada? 

E isso não ocorre somente na área de TI não amigos, as empresas estão com equipes reduzidas e por isso sobra trabalho pra fazer, tenho amigos contadores que teoricamente deveriam trabalhar somente nos dias úteis mas vivem o mesmo drama e exploração que eu, meu primo por exemplo, já está quase perdendo sua mulher por conta disso, de nunca estar em casa nos fins de semana e somente pagam seus bancos de horas na SEGUNDA FEIRA quando sua esposa e parentes estão TRABALHANDO...

Tive um patrão que nasceu rico mas estava empobrecendo rapidamente: ele me mostrava as fotos dos bons tempos em que sua família tinha cavalos, fazendas e lojas nas áreas mais nobres de São Paulo, ele, coitado, fazia de tudo para manter sua única loja ainda aberta de pé. E o cara não fez nada de errado, muito pelo contrário, trabalhava até mais que a gente que era empregado, por causa da burocracia, justiça trabalhista corrupta e fiscalização inútil, sua família foi perdendo a riqueza acumulada gradativamente. Lembro que uma de suas empresas que mexiam com outdoors foi à bancarrota quando um prefeito idiota impôs a lei da "cidade limpa": foram centenas de empregados desse meu patrão para a rua da amargura aqui em São Paulo.

Bom final de fim de semana amigos, nem tive folga essa semana novamente... Estou aqui no Home Office, finalizando minha jornada de quase 48 horas (comecei sábado 17 horas e terminei agora), exausto, cansado, com a mente girando, nem sei como consegui escrever esse texto aqui, acho que a raiva desperta minha criatividade, mas o pior mesmo, é saber que não vou receber essas horas extras em dinheiro, sabe-se lá quando vão me pagar.

Att Gerson Ravv