O Ubuntu não é mais o mesmo... - blockchainsupertrader.com by Gerson Ravv

Tudo sobre TI-trabalho-dinheiro-mercado de trabalho-sistema-operacionais-computação e muito mais!

Hot

Post Top Ad

terça-feira, 13 de setembro de 2016

O Ubuntu não é mais o mesmo...

Sou usuário de distros Linux desde a época do Kurumin (2008), quando aposentei um PC meu que rodava Windows 95 e montei outro que rodava Windows Vista.

Por causa das telas de morte e travamentos constantes do Windows Vista que acabei conhecendo o Kurumin numa Lan House e depois não parei mais de testar e usar distros Linux-GNU.

Testei o Ubuntu Lucid Lynx em 2010 pois antes usava mais o Kurumin e o Fedora. 

Em 2010 o Ubuntu rodava lindo em PCs com arquiteturas de 32 bits e era lindo de ver a tela de boot ultra-rápida subindo o SO!

Como era bom ver essa cor na tela abrindo após o boot subir o sistema! Para quem sofria com Windows Vista essa tela causava orgasmos neurais.  


Softwares legais e rápidos de instalar e configurar sem bugs ou fechamentos de programas cabulosos, tudo muito lindo e maravilhoso para um ex-usuário de Windows.

Repositórios completos e vários espelhos em diversos países para escolher como sendo o principal mirror para updates.

Quando uma nova versão da distro era lançada em seis meses, bastava jogar o backup dos arquivos em alguma partição criada para isso e atualizar a distro totalmente sem stress e perda de tempo. 

Linda demais  a clássica tela do Ubuntu naquela cor roxa-avermelhada brilhante. 

E tudo isso numa ISO bem pequena que se não me engano não passava de 800 MB ou 1 GB.   

A lua de mel com o Ubuntu foi indo bem até a distro Precise Pangolin em 2012 quando começaram os bugs cabulosos e desastrosos da distro, os updates ocorriam à cada 6 meses e sempre cheios de bugs...

Sei lá, depois de 2012 parece que a Canonical (empresas que desenvolve e lança o Ubuntu) começou a ficar relaxada lançando as distros todas cagadas dando impressão de que tudo era feito nas coxas e então a comunidade de desenvolvedores amantes do Ubuntu suavam em busca de correções e melhorias nos bugs terríveis que ocorriam...

O fim do meu casamento com o Ubuntu acabou com a distro Quantal Quetzal:  deu um bug tão sinistro, tão cara do Windows que lembro que quase perdi a introdução do meu TCC de criptografia de Ciência da Computação.


A interface gráfica não queria subir, dava erros de boot loucos, e problemas para reconhecer placas de áudio e até placas da Nvidia. Isso me estressava demais. 

Depois experimentei o DEBIAN e não gostei, depois usei o SLACKWARE mais só uso como recreação quando não tenho mais nada para fazer e é legal ficar treinando configuração na unha de um simples roteador ou DVD...

A distro Back Track comecei a usar quando fiz um treinamento de Pen-Test numa empresa de host e hoje uso em casa o Kali Linux num notebook para testar a segurança das redes wifi dos vizinhos e da minha própria rede... 

A distro Kali Linux  substituiu o Back Track.

Por fim, conhecei e testei o Linux Mint 11 e uso essa distro desde então como minha distro oficial desktop. 

O Linux Mint apesar de ser baseado no Ubuntu ( a versão que eu uso é mas há versões baseadas no Debian) não apresenta os mesmos bugs grotescos do Ubuntu.



Semana passada tentei utilizar o Ubuntu 16.04 no meu PC de 64 bits Dell com 8 GB ram e de cara o negócio já deu pau na interface gráfica não querendo abrir e novamente dando pau para reconhecer as placas de vídeo e de áudio, troquei as placas e deu no mesmo. A impressora imprimia depois de 15 minutos que eu dava a ordem para impressão... Lixo total!

Desinstalei mais uma vez decepcionado e instalei o Mint 18 64 bits...

O pc está rodando liso e potente como uma Ferrari novinha.  

Se a Canonical continuar nesse ritmo daqui a pouco teremos o COXUNTU a distro feita nas Coxas. 

Para quem almeja bons postos de trabalho em TI é muito importante além de saber inglês, saber também usar as distros do pinguim Linux-GNU. Seu curriculum vai ganhar pontos extras quando for procurar emprego nas empresas de TI. Aprendam tanto usar as distros desktops quanto as de servidores.   

Att Gerson Rav
  



       

30 comentários:

  1. Bom dia amigo, sou leigo no assunto mais estou estudando sobre segurança de informações e formas de se proteger de ataques ou se tornar anônimo, e pelo que vi o Linux parece mais seguro. O que você acha e teria como você me dar alguma dica para me manter mais seguro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode acessar o site do cert.br por exemplo, lá tem muita informação para usuários não técnicos sobre segurança e privacidade. O link direto da cartilha completa é: http://cartilha.cert.br/

      Excluir
  2. Pra mim o Mint está sendo a melhor distro para o usuário final. O Ubuntu já era. Meu irmão tinha um netbook lerdo para tudo. Nem o Xp rodava direito. O Ubuntu só funcionava da versão 10 para atrás. Até aí tudo bem, praticamente tudo que tinha no Windows, podia rodar pelo WINE até que.... as atualizações seguintes não passavam da tela de boot e a versão 10 perdeu suporte.
    Solução? Colocar o Debian, funcionou até certo tempo, mas a trabalheira que dava para adicionar repositórios não padrão enchia o saco. Até que instalei o Mint e ele ficou até o trashbook resolver queimar.

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Gerson. Muito bom você abordar conhecimento em Linux em um blog de finanças.
    Eu fiz a carreira Linux na Impacta e gostei do curso, foi um curso muito rápido, mas para quem tinha uma boa noção, deu para agregar.
    Já que você falou da questão de trabalhar com Linux, eu queria saber de você: Qual curso ou conhecimento agregaria muito bem para quem quer ser especialista em servidores Linux?
    Fiz a carreira Linux e meus próximos passos são:

    Mysql ou Oracle
    Virtualização - Vmware, Virtualbox etc
    talvez Cloud
    Linguagem python.

    Tenho 32 anos e mudando de profissão para TI, você acha que tenho chance nesta área, já que o pessoal é tudo novo?

    Qualquer dica será muito bem-vinda. Agradeço a atenção e sucesso sempre.

    Tiago Ferreira

    ResponderExcluir
  4. Eu apostaria (opinião pessoal) em CLOUD, tudo já indo para as nunvens, quase tudo que usamos ou guardamos está nas nuvens; quanto a idade: claro que tem chances man! Vai com tudo pra cima! Se você mostrar que sabe fazer as coisas nunca vai faltar emprego, as entrevistas na área de TI geralmente ocorrem com as tias do RH só para averiguarem se o cara não é louco ou bizarramente diferentão mas a palavra final para a contratação e a entrevista FINAl quem dá são os técnicos ou gestores da área, fique tranquilo! Tenho um ex-colega de faculdade que era enfermeiro, entrou no curso de Ciência da Computação com 36 anos (ano de 2010), não sabia sequer configurar um cliente de e-mail ou fazer uma página simples em HTML, como ele era um cara dedicado e curioso, ele persistiu, estudou, comprou o livro do Deitel sobre JAVA (aquela bíblia enorme) e FEZ TODOS OS EXERCÍCIOS do livro, digitou cada código e resolveu cada exercício de correção de bugs,criou outros códigos e aprendeu frameworks: hoje é um super analista de sistemas e programa em JAVA ganhando muito bem. Vai em frente cara! Sucesso man!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca, o cara não sabia configurar a conta de e-mail e hoje é analista? Então nem tudo está perdido para mim! Acho essa área de TI e de informática em geral uma coisa fodástica, mas com quase 41 na carcaça pra uma mudança de rumo tão drástica não era mais possível, mas com essa história, vou pensar nessa mudança com muito carinho!

      Excluir
  5. Amigos leitores, o blog ainda é sobre desenvolvimento pessoal e finanças, estou elaborando o fechamento dos meses de junho/julho/agosto num único post; estou reformulando meu negócio e em breve darei mais detalhes e finalmente no mês de DEZEMBRO desse ano FINALMENTE vou poder juntar DINHEIRO para colocar num post sobre patrimônio e aportes! Até agora o $$$ gerado está sendo usado para pagar dívidas antigas e manter o negócio (ainda informal), mas no mês 12 tudo muda!

    ResponderExcluir
  6. eaeee gerson, cara eu já conhecia linux, mas me deu vontade de testar msm dps de conhecer o seu blog, ja implantei como minha OS principal e estou curtindo mto, ainda mais dps q comecei a jogar HACKNET, um jogo unix-lixe em q vc é um hacker, tem na steam é mto fodaaaa. Estou tendo mtos problemas com o ubuntu e já estava cogitando troca-lo, farei isso em breve. Sobre a pergunta do anon 19:25, vc acha q é melhor o cara estudar sobre docker do q estudar sobre vmware, virtual, xen etc ???? Curto mto seu blog, dps q o pobreta se foi(temporiariamente, minha fé está de pé) o seu blog tem sido minha primeira opção.
    Abraço
    Anon Vesgo

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu tenho um notebook Pentium 4 512Mb de RAM q não uso faz tempo! E estava pensando em instalar Linux nele!
    Desconheço Linux, qual seria a versão ideal p quem quer aprender ?
    Qual versão vcs recomendam?
    Obrigado atenciosamente Claudio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, desculpe-me, mas em vez de discutir ideias ou cursos bacanas para desenvolvimento pessoal ou técnico na área, você pede para o cara fazer o seu trabalho ou perde a oportunidade de aprender? Tem vários sites e blogs voltados para TI, portanto digite no google e algum deles, mas voltado para seu problema, ajudará você.

      Excluir
    2. Olá mr Claudio, para essa configuração teria de ser uma distro mais leve (Ubuntu é pesadão)como o LUBUNTU (Ubuntu com LXDE bem mais leve que o Unity). O canal e site do DIOLINUX tem ótimos vídeos e postagens sobre Linux para iniciantes: https://www.youtube.com/watch?v=ikfLh2izqAA
      Sucesso no Mundo Linux-GNU cara! Bem vindo!

      Excluir
  8. Uso o Ubuntu 16.04, em um note de 4anos de muito uso, para minha alegria até agora tudo certo como sempre. Agora pergunto, será que seu note não está bichado, pense nisso antes de botar a culpa em uma distro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Ubuntu tem dessas: funciona redondo em alguns equipamentos e em outros vira um lixo total; meu PC está ok, tanto que o Mint 18 roda perfeito nele e a bios está configurada corretamente, o que percebo é que a Canonical está se fechando, deixando de lado a simplicidade e fazendo panelinhas com fabricantes de hardwares e sistemas proprietários.

      Excluir
  9. Cara eu acho estranho vc dizer que dá pau na interface do ubuntu e de que está cheio de bugs, pois eu uso o ubuntu 16.04 e ja rodei todas as versões anteriores e todas funcionaram muito bem e sem bugs ou travamentos, e isso tanto no meu notebook com intel i3 quanto com meu pc de processador amd a8 com radeon.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os problemas com interface sempre são por causa das placas Nvidia que uso mas isso é fácil de resolver, não uso mais Ubuntu por causa que uso algumas IDES que sempre dão pau no Ubuntu (para desenvolver em PROLOG por exemplo) e alguns programas .exe que rodo no WINE para testar que também dão pau no Ubuntu mas em outras distros não.

      Excluir
  10. Ubuntu é uma piada que antes tornava o Windows uma piada. O Mint de fato é melhor distro derivada do Debian sem dúvidas. Digo isso por experiência própria e prática. Realmente estragaram a distribuição.

    ResponderExcluir
  11. Entrei no mundo Linux usando o Kurumim (guardo todos os Cds com carinho) em 2007, comecei a usar Ubuntu, deixei de usar quando veio o maldito Unity, usei Debian, Fedora, Mageia e por ultimo Mint, este perfeito. Por curiosidade formatei o notebook e instalei Ubuntu 16.04 de cara bug do Unity, instalei uma ppa cinnamon, resolvido, sem bugs. Estou usando no momento Ubuntu com interface cinnamon. A maldição do Ubuntu tem nome e se chama Unity.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Unity é fim de carreira! Unity Like Windows 8.

      Excluir
  12. Cara muito bom. Faça um post sobre SO para servidores.

    Pra rodar um sistema web com muitos acessos o que você consideraria melhor - BSD ou Linux?

    ResponderExcluir
  13. gerson, instalei o mint aqui, porra to adimirado kkkk

    ResponderExcluir
  14. Eu usava Ubuntu, mas a interface dele é muito pesada. Era impossível, por exemplo trocar de usuário.
    Depois que descobri o Debian, resolvi testar. Perfeito. O único problema mesmo é encontrar softwares proprietários, mas pesquisando um pouco acaba encontrando.
    Não é à toa que ele é o mais fiel à ideia do linux.

    ResponderExcluir
  15. recomendo o ArchLinux. dá de 10 em qualquer uma destas distros Debian

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas o archlinux não é dificil de montar?

      Excluir
    2. Boa dica anônimo, o ArchLinux é bem leve. Sugiro também o ELEMENTARY OS que roda bem até em máquinas menos potentes.

      Excluir
  16. Que legal ver um cara da blogosfera de finanças que manja de TI. Será que vc poderia me dar uma ajuda? Eu uso macOS, mas sou meio noiado com isso (privacidade e tal). Sei que o windows10 tá pior pq tá praticamente um keylogger embutido no sistema. Devo me preocupar com macOS, na sua opinião, e instalar algum linux no macbook? O problema é que a máquina é antiga e bem podrinha (mas pra mim funcioba bem, só uso internet e netflix mesmo).

    Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica com o MacOs mesmo cara, bem melhor e mais seguro que o Windows, se vc só utiliza o pc só para web e netflix não tem problemas.

      Excluir
  17. Gerson, tava usando o Lubuntu 14.04, tava de boas, aí fui instalar o Xubuntu 16 e pronto, o WPS Office que antes tava redondo, nem acentuava mais, descanso de tela travando, segui seus conselhos e fui pro Mint XFCE e pronto, tudo redondinho, rodando de boas. É uma coisa estranha isso, pois podemos dizer que o DNA das distribuições é o mesmo e qual o motivo dessas bugadas de um e não do outro?

    ResponderExcluir
  18. Cara muito bom ouvir a sua tragetória com as distros de Linux, comecei com o Ubuntu também, já usei o Xubuntu que foi a distro que utilizei por mais tempo, e atualmente estou testando o Kali Linux pois quero mudar o meu foco para segurança da informação, porém pra mim essa última distro não roda tão redonda quanto o Xubuntu, às vezes é bem mais lenta e pesada no meu notebook que é um Asus K43U AMD 64bits, tem vezes que o Kali roda bem mas tem outras, que ele dá uns travamentos cabulosos, onde eu tenho que reiniciar o meu note a brute force, foda, você nunca teve esses problemas usando o Kali Linux? Se não, quais as configurações do seu PC?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uso o Kali Linux em uma VM dentro do Ubuntu ou do Windows 10 Pro em um notebook velho da Positivo, onde tenho instalado um Windows 10 Pro e um Ubuntu e um Mint, não trava o Kali nele pq uso um dual core 2.30 da Intel e 4 GB de ram. AMD não aguenta bem o Kali.

      Excluir

Ah! A moderação de comentários voltou! Se seu comentário cair no filtro vou analisar sua contribuição intelectual e aprovarei rapidamente amigo! Volte sempre! Somos amigos! Att Gerson Rav

Post Top Ad

Your Ad Spot