Uma aventura fedorenta em harmonia com a Natureza - blockchainsupertrader.com by Gerson Ravv

Tudo sobre TI-trabalho-dinheiro-mercado de trabalho-sistema-operacionais-computação e muito mais!

Hot

Post Top Ad

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Uma aventura fedorenta em harmonia com a Natureza

Vivendo no meio de malucos naturebas religiosos


Já li em alguns comentários em outros blogs alguns caras dizendo que não suportam mais o estilo de vida consumista e predatório moderno e adorariam ir viver no meio do mato numa sociedade alternativa em busca da felicidade...

Eu entendo esses caras dos comentários: certa época da minha juventude eu estava tão frustrado e cansado de apanhar e ser discriminado nesse nosso sistema moderno de vida que fiz a loucura de ir morar numa comunidade de malucos religiosos que diziam que tinham um estilo de vida harmonioso com a natureza, livre de consumismo e exploração.

Pintaram um cenário lindo no meio da natureza vivendo do trabalho manual, comendo somente alimentos naturais e livres de venenos... 

Me disseram que lá no meio da natureza eu iria encontrar todas as respostas que eu procurava sobre a caótica e breve existência humana, disseram que eu iria atingir o "MOKSHA" ou a libertação de todas as ilusões, sofrimentos e laços que prendiam minha mente e alma nesse mundo de sofrimentos e ilusões.

Essa religião fazia um MIX terrível de quase todas as religiões antigas e modernas mas o hinduísmo prevalecia na doutrinação e práticas.

O "templo" que eu frequentava era uma casa de luxo de um gringo cheio da grana que bancava as atividades religiosas da seita em SP que ocorriam somente duas vezes por mês e somente poucas pessoas selecionadas à dedo participavam. Conheci o templo secreto através de um cara que trabalhava num consulado gringo e não sei o motivo me convidou para conhecer e me apresentar. Depois, eu sempre participava ajudando na cozinha da casa e demais atividades deles.

Mas depois descobri que essa casa não era o templo oficial e que este ficava em outra cidade, numa fazenda lá no fim do mundo do Brasil, vai vendo...   

Só para constar: aproveitei esse período em que estive por lá para DEVORAR toda a biblioteca deles repleta de livros sagrados menos conhecidos do judaísmo, cristianismo, islamismo e principalmente do hinduísmo e budismo traduzidos para a nossa língua manualmente pelos "mestres" indianos diretamente do hindi, bengali e sânscrito. 

Nessa época eu trabalhava num restaurante de comida texana lá na Avenida Paulista e estava cansado de ser maltratado pelo trânsito, salário ridículo, clientes insuportáveis e chefes terríveis. Também para piorar meu estado mental eu tinha acabado de tomar uma grande decepção com uma garota safardana e infiel que acabou com minha auto-estima... 

Alguns discípulos residentes do templo vendo meu empenho nos estudos dos livros sagrados e da língua antiga deram a ideia: "Você bem que poderia ser um de nós! Abandone tudo e venha morar conosco!"

O cabeça do templo era um cara da Índia que morava no Nepal  e vinha no Brasil uma vez por anos e comandava tudo por telefone ou e-mail.

Bom, depois de pensar um pouco e ainda morrendo de dor mental por causa do trabalho e da garota, decidi que sim, eu iria morar com aqueles malucos! Quase matei meus pais do coração porém como sempre eles faziam , após passar a raiva eles disseram que tudo bem, que o importante era eu fazer aquilo que eu queria fazer mesmo que com isso eu "estivesse matando eles de tristeza", nossa! Meus pais sempre foram assim dramáticos! Sorte que não sou assim.

Na viagem foram eu e mais dois neófitos (novos discípulos ainda não iniciados) para a fazenda para viver na comunidade alternativa, aprender "os segredos sagrados" e ser iniciado.

Vou cortar detalhes da viagem que foi bancada pelo gringo rico. 

Eu só pensava: "Que legal! Vou viver na natureza! Livre do consumismo! Livre de mulheres ingratas e traidoras! Vou estudar o dia inteiro de graça! Vou queimar todo o meu carma ruim e finalmente me libertar desses nascimentos ilusórios nessas infinitas existências cheias de sofrimento!". 

Vou resumir senão isso aqui vai ficar chato demais de ler! 

Para minha surpresa, chegando na fazenda descobri que na verdade teria que TRABALHAR como um condenado! Imaginem vocês um cara urbanóide como eu trampando numa FAZENDA utilizando ferramentas rudimentares e ultrapassadas!  

Tive de aprender à arar a terra manualmente pois diziam que tratores iriam "matar vermes" e isso gera carma ruim, não tinha nenhum produto industrializado como sabonetes, shampoos, creme dental, sabão em pó, e demais artigos de higiene pessoal pois eram símbolos da decadência ocidental que destrói a natureza sagrada! 

Não tinha TV ou internet pra gente, só para o gringo e eletricidade só era usada à noite! 

Caras, vocês precisavam sentir o FEDOR do povo que morava naquele lugar! Nem os incensos naturais que queimavam dia e noite conseguiam disfarçar a catinga natural dos corpos humanos...

O sabão para lavar o corpo e roupas era feito de pedacinhos de resina de pinheiro com cinzas de fogueiras! O creme dental era cinza misturado com folhas maceradas de hortelã! E esses produtos alternativos de jeito nenhum tiravam o mal cheiro ou gordura...   

As roupas eram todas rotas, esgarçadas, todo mundo feio e com cara de burro estropiado pois ERA PROIBIDO COMER CARNE, AÇÚCAR, MEL, CAFÉ ou CHÁ!

Humanos quando não comem nenhum carboidrato e demais açúcares exalam um cheiro HORRIPILANTE! 

A gente só comia verduras porcamente cultivadas numa horta e legumes chulés encaruchados pois não podia usar venenos para conter as pragas. Frutas eram um luxo pois somente nas épocas e o pomar da fazenda estava largado e zoado.

Vai pensando que abdicar da tecnologia moderna você vai ter um estilo de vida mais humano e saudável... 
crédito da imagem: http://stream1.gifsoup.com/view1/1892958/hippie-do-pica-pau-o-s.gif

Era um pesadelo! Todo mundo morrendo de fome, sem energia, tudo com cara de lesado, nossa! Me arrependi amargamente de ter ido para lá!

A comunidade era formada por tudo quanto era tipo de gente: encontrei de engenheiros, advogados, empresários frustrados, hippies saudosistas decadentes, gringos, cornos e cornas ressentidas, malucos, ex-drogados, bichas enrustidas e todo tipo de porra-louca que vocês possam imaginar...  

De todos somente eu frequentava assiduamente a biblioteca nas horas vagas.    

Existiam dois dormitórios: para membros solteiros iniciados e não iniciados e outro somente para membros casados.

Moralidade? Era uma piada: era um comendo a mulher do outro que me chocava e enojava ver aquilo. 
A viadagem eu sentia que rolava solta nos campos e fabriquetas, tudo escondido é claro. E nas atividades do templo o discurso era que sexo era animal e devia ser evitado o máximo possível...

Agora o fato mais ABSURDO de uma comunidade alternativa: duas vezes por semana tínhamos que trabalhar em fabriquetas de produtos artesanais que o gringo vendia pelo mundo com preços absurdamente altos e a gente não ganhava nada! Sacaram? Praticamente TRABALHO ESCRAVO disfarçado de comunidade alternativa...

O trampo nas fabriquetas era tranquilo mas aquilo né: trampar sem receber dinheiro? 

A gente idealiza um vida alternativa  na natureza como algo sublime, porém digo para vocês: É TEDIOSO! É TERRÍVEL! Batia uma depressão profunda no fim da tarde quando o Sol descia e a noite chegava. Todo mundo cansado e lesado, calado, poupando energias para o dia seguinte, não tinha  nada de alegre.

A fome era constante pois somente legumes e verduras, algumas frutas pequenas, verdes e cheias de bicho não saciavam e recarregavam as energias dispendidas no dia a dia de tarefas 100% manuais pesadas. 

A natureza tem forças que trituram um ser humano largado em suas garras: o Sol nos fritava de dia, já  de noite como só podíamos usar roupas de fibras naturais produzidas nas fabriquetas da fazenda a gente passava um frio terrível! O barulho da natureza é MORTIFICANTE: insetos apitando a noite inteira e mosquitos, moscas e pernilongo devorando nossas carnes e não podíamos matar pois isso "gerava carma ruim", PQP! VTNC! VSF!

Em menos de 15 dias eu já estava de saco cheio e arrependido de ter embarcado naquela aventura fedorenta no meio dos malucos naturebas! 

Meu corpo pedia CARNE, PROTEÍNAS, AÇÚCAR, minha mente pedia AÇÃO, IMAGENS EM MOVIMENTOS, SONS, BARULHOS DA CIDADE pois os exercícios de YOGA e exercícios MENTAIS não aplacam a mente humana que sempre busca algo para mexer, pensar, sei lá!

Nem mel a gente podia usar pois os mestres diziam que isso matava e causava sofrimento nas pobres abelhas e isso gerava carma ruim! PQP! VSF!  

Eu sabia que  se eu ficasse mais dois meses ali eu me transformaria num daqueles mortos-vivos lesados sem energia nem para pensar! Eu precisava fazer alguma coisa para ir embora mas sabia que não seria fácil! 

Certa vez me pegaram quebrando coquinho escondido para comer as castanhas e fui punido "por ser egoísta": tive de dar voltas em torno de uma árvore sagrada até ficar tonto, cair no chão e vomitar os coquinhos que tinha ingerido... Olhem o sadismo!

Com um mês e meio na "comunidade" a gota d'água foi quando eu fui levar algumas roupas em nossa lavanderia "natural" num riachinho nos fundos da fazenda e flagrei um MESTRE ultra-moralista e um discípulo iniciado casado CHEIRANDO AS BOLAS UM DO OUTRO num frenesi  sinistro! PQP! Um já ia enfiar a manjuba na boca do outro quando perceberam que eu estava ali! Ficaram assustados, sem graça e disfarçaram descaradamente dando risinhos... 

Consegui pensar rápido e depois conversando com esse mestre em troca do meu silêncio pedi que ele me desse carta de DESLIGAMENTO da comunidade e assim ele me dispensou com a desculpa de que eu era inapto e não merecia viver entre eles... Olha só o 171 nervoso que tive de usar para voltar pra casa...

Deu tudo certo e consegui voltar para SP sem problemas e NUNCA mais quis saber de religiões ou comunidades religiosas...

Que fim levou essa comunidade? Só sei que não existe mais, claro que ia acabar em desastre... O que eu aprendi com isso? MUITA COISA!

Descobri que o ser humano é programado para FUGIR DO TÉDIO CONSUMINDO COISAS E IDÉIAS QUE ESTÃO FORA DO CORPO E MENTE DELE pois nossa existência não tem UMA FINALIDADE pré-programada como os animais irracionais tem. Não vivemos no automático.

Descobri que a tecnologia moderna é FUNDAMENTAL para a sobrevivência e manutenção da saúde física, mental e prolongamento da vida humana. 

E o mais importante: hoje venero como PRODUTOS SAGRADOS coisas como SABONETE, PASTA DE DENTE E DESODORANTE! kkkkkkkkkkk! 

As únicas coisas positivas de lá: devorei a biblioteca deles e aprendi à tocar flauta usando a escala oriental sinistra.  

Vida natureba numa comunidade alternativa anti-consumismo de bens industrializados? VTNC! VSF! VPPQP! kkkkkkkkk! Zuado!

Eu tinha somente 18 para 19 anos e tentando fugir de um estilo de vida que eu julgava horrível acabei por descobrir que existiam outros modos mais INSUPORTÁVEIS E ANIMALESCOS de viver  esperando o tempo passar até chegar o momento da morte.

Att Gerson Rav    

           


         

  


    


  

    

     

21 comentários:

  1. Quebrando coquinho escondido? kkkkkkkk essa foi demais! Esses movimentos new age conseguem ser até mais sacanas que as religiões tradicionais, mas como todo mundo sente um vazio impossível de ser preenchido eles vivem cheios de adeptos. Uma forma de chegar na IF é fundar uma seita. Em vez de formatar computadores, formatar mentes. Já pensou? Além de ganhar grana o fundador consegue o poder de punir quem quebra coquinho escondido kkkk.

    P.S. Ainda não tive tempo de organizar as ideias e te escrever um email decente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os coquinhos eram a minha salvação! kkkkkkk! Hoje dou risada mas na época foi tenso demais!

      Excluir
  2. Cara ou você mente demais, ou já foi o maior otário da terra kkkkkkkkkkkkkkkk. Adoro seus posts. Também venero sabonetes e produtos modernos, principalmente quando de boa qualidade pois já fui pobre demais.
    Eu acredito na teoria da panela de pressão... Quando as regras sociais são muito rígidas as pessoas encontram válvulas de escape absurdas e hipócritas, como o caso do mestre chupador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode acreditar man: não é mentira! Eu só queria fugir da triste realidade da minha vida de escravo urbano e passei por essa experiência horripilante mesmo, como eu disse o "templo isca" era uma casa luxuosa com todas as comodidades da vida moderna o que nos levava a pensar que no templo da fazenda seria o mesmo, acho que aquele Youtuber o tal de Bluezão contou um relato parecido com o meu onde ele foi parar num lugar semelhante.

      Excluir
  3. PQP que relato sinistro confrade

    Ainda bem que você caiu fora dessa fria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só tinha maluco naquele lugar, tinha um tiozinho hippie dos anos 70 com a mente completamente destruída pelo ácido que as vezes ficava dias parado no mesmo lugar com a mão direita fazendo concha no ouvido, no Sol e na chuva sem se mexer, eu chegava perto dele e perguntava o motivo dele fazer aquilo e ele apenas dizia: "Pssssiu! Quieto! Estou ouvindo o rufar dos tambores de Shiva!", kkkkkkkkk! Meu Deus!

      Excluir
  4. Esses casos de corte de sexo e etc. Me lembrou o que li no Livro: O guia politicamente incorreto da filosofia e do mundo. Onde por exemplo Gandhi, monges e samurais abominavam o sexo, mas tinham relações homossexuais com seus discípulos.
    Dalai lama tem escravos e outras verdades que não são demonstradas por nossa mídia "progressista".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca man! Semana passada estava lendo esse livro em formato e-book no smartphone mas nem lembrava dessa passagem!kkkkk! O que mais tem nessas comunidades religiosas é a pederastia enrustida e o cuckoldismo descarado e aceito como algo bom.

      Excluir
    2. Gandhi era o maior tarado. Exigia dormir pelado com novinhas sob o pretexto desses lances de "energia", carma, chacra, etc. O que ele fazia muito pastor, como o Marcos Pereira (que come as fieis para tirar o diabo do corpo das irmãs) e pais de santo fazem hoje em doa.

      Excluir
  5. caralho, caralhooo, velho , caralho q desgraçaa. É engraçado q esses caras q amam a natureza não percebem q se forem para o meio dela, a própria tentará mata-lo o masi rápido possível e será extremamente difícil extrair recursos delas, sem falar em qualidade. A natureza vê o homem como "algo pra transformar em adubo, logo". Esse pessoalzinho natureba só é assim pq nunca foi lá.
    Anon vesgo

    ResponderExcluir
  6. Gordo, sobre leitura. Vc conhece O TRIVIUM? é basicamente o modelo de educação na idade média. ele é voltado para o raciocionio na gramatia, logica e retoria. Eu to lendo e PQP, é mto foda. Procure no youtube e google sobre.
    Anon Vesgo
    PS: אתה אדם גדול

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço o Trivium sim man, foi um professor de Latim do curso de Letras que nos apresentou esse assunto numa aula, realmente acredito que com modificações se aplicado poderia melhorar muito a educação no Brasil! Abraços cara!

      Excluir
  7. Cara,

    Achei seu blog, na lista dos outros parceiros de blogroll, gostei pra caramba destes relatos reais ...

    Tambem sou da TI, mas passei p/ uma area mais gerencial ..

    Estarei lendo mais, muito bom, abraço!

    VDC

    ResponderExcluir
  8. Ola amigo.

    Que historia maluca.

    Felizmente voce conseguiu sair, em algumas comunidades eles nao permitiriam e voce ficaria preso como escravo.

    Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo,pesquisa na web sobre escândalos em comunidades religiosas do tipo MORMON, AMISH ou HARE-KRISHNA: são relato mil vezes mais cabulosos e aterrorizantes que a minha experiência que perto deles é light.

      Excluir
  9. Respostas
    1. Que bom que vc voltou a postar cara! Põe sério nisso: hoje quando vejo um cara com sotaque argentino já passo longe (o honorável Mestre Cheira Saco era argentino!) kkkkkkkk!!!

      Excluir
    2. kkkk, foda!

      esses religiosos são uns dos mais pilantras, pois jogam pessoas em um mundo de ilusões. bando de cuzões!

      Excluir
  10. Eae gordo, cara, qual sua indicação pessoal para melhor fonte de conteúdo para aprender unix/linux?
    anon vesgo
    abrç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza o site: https://www.vivaolinux.com.br/ com seus fóruns, tutoriais e dicas muito úteis para quem gosta do pinguim. E também livros e vídeos do YouTube ajudam muito. Sempre consulto essas fontes.

      Excluir
  11. Cara! Morro de rir com a suas histórias, para um "gordo tetinha" você até que tem um boa bagagem de história para contar

    ResponderExcluir

Comentários liberados, porém, se exagerar e postar discursos de ódio, preconceitos e spam vai levar bam! Att Gerson Ravv

Post Top Ad

Your Ad Spot