Influências negativas e destrutivas na vida dos jovens - blockchainsupertrader.com by Gerson Ravv

Tudo sobre TI-trabalho-dinheiro-mercado de trabalho-sistema-operacionais-computação e muito mais!

Hot

Post Top Ad

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Influências negativas e destrutivas na vida dos jovens

Como a falta de planejamento, péssima educação e identidade cultural distorcida fazem do Brasil esse país bizarro e caricato de hoje  


Não sou velho mas tenho tempo de vida e experiências suficientes para dizer para os juvenas o que existe por trás da cortina de fumaça da empolgação e inconsequência que nos deixa cegos quando somos muito jovens.

A primeira grande influência negativa na vida de um jovem é a educação que nos dão nas escolas: não nos ensinam nada de útil e aproveitável, não ensinam nada sobre educação financeira e menos ainda sobre cuidados com o corpo.

Meus professores do fim da década de 80 e dos anos 90 era completamente caricatos, tinha uma figura mais estúpida e caricata que a outra, poucos serviam de exemplo ou realmente ensinaram algo de útil para os caras da minha geração.

Esses professores longe de nos provocar ou fazer a gente se interessar por mais conhecimentos só faziam a gente ficar mais desinteressados ainda por adquirir conhecimentos ou planejar nossas vidas acadêmicas: não víamos a hora de nos livrar daqueles seres escrotos e dizer adeus à escola. 

Aprender sobre como poupar ou empreender ou pelo menos incentivar a molecada à planejar a própria vida são matérias que deviam ser obrigatórias nas escolas fundamentais do Brasil, mas como se os próprios professores são os típicos caras que vivem endividados por mais que façam horas-aula pois são como os típicos brasileiros que se endividam no cartão de crédito e adoram ostentar um carro popular zero quilometro todo ano?


Ensinamentos sobre como cuidar do corpo e da mente? Nas aulas de educação física o professor tetudo com barriga de chops ou magricelo passa-fome só sabe jogar uma bola na quadra para a molecada ficar correndo atrás falando palavrão...

Com essa educação precária não é de se espantar que os moleques crescem repetindo os mesmos erros que  seus ancestrais e parentes mais próximos que aqui no Brasil são: encher a cara com álcool para apodrecer o fígado e fritar os miolos, entupir as veias com gordura e destruir os pâncreas com açúcar e os rins com sal. 

Lembrei daquele vídeo de comédia que tem no YouTube em que um dos moleques canta: "Mas o que eu posso fazer se eu nasci numa família pobre rodeado por pinga".  

Outra grande influência negativa que hoje nivela por baixo as mentes dos jovens provém dos chamados "artistas" com suas posturas completamente fora dos padrões que edificam uma sociedade equilibrada e suas ideologias carregadas de destruição de tudo aquilo que é positivo e realmente útil numa sociedade que almeja alcançar o bem estar de todos.

Ranxerox é um bio-robô pedófilo e drogado que vive num mundo caótico e violento bem parecido com o Brasil atual...


Alguns dizem que esses artistas agem dessa forma pois estão à serviço do "marxismo cultural": bobagem! O brasileiro médio sempre gostou de patifaria e destruição: carnaval, putaria, cultura do bêbado (todos acham a figura do bebum algo divertido e legal de ser), viver o carpem diem, viver apenas para se reproduzir e não esperar pelo amanhã, gosto pela vida fácil ou sem responsabilidades, amam ser conduzidos e preferem não opinar sobre nada.





Não é preciso usar o marxismo cultural quando o povo já tem em seu DNA os códigos que levam ao comportamento submisso, infantilóide, irracional e destrutivo. Aliás, acredito que os próprios marxistas mais radicais ficam assustados com a bestialidade e falta de ordem e objetivos que sempre reinou aqui nos trópicos. 

Esses bizarros artistas modernos ou personalidades da internet que vivem com quase 100% do corpo tatuado com seus rabiscos infantis, alguns falando bobagens sem sentido em vlogs, e outros que dizem que são cantores apenas iludem ainda mais essa molecada que anseia em imitar seus ídolos ou pais postiços pois precisam se identificar com algo que eles consideram superior.

Quando crescem e vão para o duro mundo real pedir empregos para os dinossauros do mundo corporativo, finalmente percebem assustados que tatuar a cara do Chorão nas costas da mão ou arrombar a orelha com um pneu de bicicleta não foram idéias tão legais e que todo mundo vai achar interessante como seus amiguinhos e namoradinhas retardadas achavam...

O pior é que como passaram os anos verdes fritando seus miolos com maconha, além de sairem do ensino médio semi-analfabetos, agora por causa do THC saem praticamente lesados e retardados também, e praticamente são incapazes de aprender algo novo e mais complexo. Vejo isso todo dia aqui na rua...

A vida meu caro juvena, é curta e a juventude é mais curta ainda, mas é nesse curto período de tempo que você deve definir seus objetivos pois toda decisão que você tomar nesse tempo, vai determinar seu sucesso ou fracasso futuro à longo prazo.

Hoje se eu sair na rua com minha bike para me exercitar caem em cima de mim ladrãozinhos e nóias aos montes pois tudo o que sabem fazer é isso: usar da violência ou intimidação para tomar dos outros aquilo que eles não tem, pois são todos resultados de cópulas de gente que viveu o carpem-diem quando novos, são filhos de gente que não planejou nada na vida e que colocaram no mundo esse excesso de população INÚTIL que não encontra um lugar no mundo produtivo pois não sabem produzir nada, não sabem e não conseguem aprender nada, corpos e mentes destruídos por vícios e escolhas que seus pais, ancestrais, professores ou que eles mesmos tomaram quando eram jovens.

A cada nova geração isso aqui vai ficar cada vez pior. O ciclo já está tão animalesco que hoje vemos essa geração de pais adolescentes que matam seus filhos 

Educação, conhecimento e planejamento são a base de uma sociedade forte que evolui e consequentemente traz benefícios e abundância de riqueza para todos.   

Se as coisas continuarem do jeito que estão, daqui meia década estaremos vivendo aquilo que vemos nas páginas do célebre quadrinho RANXEROX que nos mostra um mundo destruído, onde tudo é permitido: pedofilia, drogas, matanças, escravidão e abuso das tecnologias para escravizar ainda mais seus usuários.        

Pesquisem no Google sobre Ranxerox para saber mais.

Att Gerson Rav






     

      


             

2 comentários:

  1. Já estou pesquisando!

    Dito e feito! Perfeito a sua colocação.

    Eu vejo o reflexo disso no meu próprio trampo. Uma garota feia de doer tentando me denegrir dizendo que sou nerd. Não fodo e preciso de namorada.

    Só pensa em fuder, mas não com seu namorido, mas sim como qualquer bonitão que adentra o recinto.

    Acha que o status vem com o sexo e não o contrário.

    Sempre que manda: -Você não pode escolher!
    Eu retruco: -Posso sim, na hora que abro a carteira eu posso escolher qualquer uma no puteiro.

    Aí os outros chimpas machos caem na gargalhada da cara feia que ela faz.

    Solto cada verdade que elas ficam loucas. hahahaha


    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que além das culturas imundas o brasileiro comum é metralhado com Marxismo Cultural por ser presa fácil, gosta de putaria e vagabundagem aí fica difícil.
    Tristes constatações sobre nem poder sair pra se exercitar. Isso é praticamente desperdício de vida, ter de viver encarcerado pois não se pode ir a um parque pois o mesmo é imundo e perigoso (quando existe).
    Não aprendi absolutamente nada na escola. NADA útil.
    Vou conferir os quadrinhos do Ranxerox. Dá pra ver que esses personagens como também Lobo, Watchmen e Juiz Dredd são resultado de um universo distópico e PODRE como o Brasil é.

    ResponderExcluir

Ah! A moderação de comentários voltou! Se seu comentário cair no filtro vou analisar sua contribuição intelectual e aprovarei rapidamente amigo! Volte sempre! Somos amigos! Att Gerson Rav

Post Top Ad

Your Ad Spot