Hoje vou falar sobre um medo que aflige 100% dos homens modernos: a terrível queda de cabelos e calvície.

Creio que nasci com maus agouros: além de ter nascido em família pobre, se não me exercito fico tetinha, uso óculos, ainda para piorar a situação, aos 21 anos percebi que meus cabelos caiam num ritmo anormal.

Era comum acordar pela manhã e notar no travesseiro centenas de fios caídos. Eu não ligava muito pois na época tinha muito cabelo, mas muito mesmo, meus cabelos sempre foram bem lisos e eu sempre deixava eles crescerem de 10 a  14 centímetros de comprimento. 

Minha mãe foi a primeira a notar que minha cabeça estava ficando com uma coroinha rala bem no topo,  tomei um choque quando olhei e ví assustado que realmente, os fios do topo estavam ficando finos, ralos e fracos!

O único gordo-careca-tetinha que eu conheço que é feliz é o BUDA 


Assustado com 26 anos fui procurar ajuda médica, fiz exames e deu tudo sem problema, inclusive o nível de testosterona estava até um pouco acima do normal e como o médico explicou talvez fosse isso que estava contribuindo para que eu ficasse calvo tão cedo.

O pior é que meu pai não é careca, meus tios paternos e tios-avôs paternos NENHUM É CALVO, todos ostentam cabeleiras e jubas de leão no alto de seus 70 a 87 anos.

Descobri depois que herdei essa genética de calvície da família da minha mãe...

Após a consulta com os médicos (um clinico geral/dermato e outro endocrinologista) sugeriram apenas vitaminas e shampoos para combater caspa e oleosidades...

Tomei vitaminas com zinco e proteínas até enjoar... 

Não notei nenhuma melhora: pelo contrário, conforme passavam os anos, os fios ficavam cada vez mais finos, fracos, caiam muito em cima do teclado do PC e eu continuava apavorado.

Somente depois de uns anos para cá, quando a medicina descobriu o fator genético da influência do testosterona na calvície e depois produziram substâncias que podiam frear um pouco a queda e até reanimar os folículos capilares é que eu ví uma luz no fim do túnel.

Mas os medicamentos tópicos eram muito caros, todos eram IMPORTADOS de lugares como Europa ou USA e os medicamentos para tomar via oral os médicos e especialistas ainda estavam especulando que os efeitos colaterais eram terríveis: paumolecência, tetinhas, afeminização e boiolização em quem tomava.

Quando consegui melhorar minha condição financeira finalmente tirei as receitas da gaveta e fui atrás dos medicamentos indicados para frear a queda e talves estimular o nascimento de novos fios, comprei então à preço de ouro as loções tópicas do AVICIS (alfaestradiol) e do  MINOXIDIL 5% (na época não encontrava acima dessa concentração).

Lembrando que eu já usava os shampoos: CELAMINA e CETOCONAZOL três vezes por semana.

Nos primeiros dias em que usei o AVICIS (substância liquida bem alcoólica e fedorenta) meus cabelos começaram a cair mais rápido! Fiquei com o topo do crânio completamente PELADO! Fiquei com tanta raiva e vergonha que RASPEI TUDO, era a única solução para não parecer mais feio do que já era... Pelo menos a cabeça TODA PELADA dava um ar mais digno e másculo pois sempre fui corpulento, homens feios calvos com a cabeça DESTELHADA ficam com aparência de BROCHA, DOENTE, SUJO e MOLENGA, o melhor nesses casos é raspar tudo de uma vez mesmo.

Bom, depois fui usando o AVICIS junto com o MINOXIDIL e conforme o tempo foi passando e meus cabelos foram parando de cair e lentamente foram voltando: onde estava pelado por causa do MINOXIDIL notei uns folículos nascendo novamente e apontando fios mais GROSSOS! E por causa do AVICIS eu já podia acordar de manhã e  não tinha muitos fios caídos no travesseiro. Eu fiquei radiante!  Tudo que eu achava sobre o assunto de careca ei lía: ebooks, blogs, fóruns,livros etc. 

Para quem não quer se arriscar com químicos e receitas de feitiçaria como eu, pode tentar  esse ebook 


Já a ação do MINOXIDIL até hoje não sabem direito como a química dele age no mecanismo de perda de cabelos, especulam que talvez por baixar a pressão localmente, os folículos mais relaxados da pressão dos microvasos sanguíneos conseguem gerar fios saudáveis e mais grossos.    

Mas a empolgação não dura muito: conforme ocorrem alterações do meu humor, alimentação, clima 
instável e acho que a poluição também, meus fios ficam indo e voltando...

Quando cai demais e eu fico parecendo o GARGAMEL não tem jeito: passo a máquina zero e pacientemente vou usando o AVICIS e o MINOXIDIL até os fios voltarem. 

O AVICIS age bloqueando um hormônio chamado DHT que ao reagir com a testosterona encontrada no couro cabeludo faz com que o folículo encolha até o fio morrer de vez e nunca mais nascer. 

Já fiquei tão DESESPERADO que tentei até um receita que lí num grimório de feitiçaria e por incrível que pareça, ajudou a fortalecer os fios que ficaram mais GROSSOS apesar da nojeira da receita! Não acredito em FEITIÇARIA mas acho que algum processo químico ocorre com os ingredientes. Para os desesperados que quiserem tentar, vai aê a receita:

RECEITA DE FEITIÇARIA PARA COMBATER A CALVÍCIE

Ingredientes:

10 moscas domésticas machos (não pode ser varejeira ou mutuca); são fáceis de encontrar em paredes de canil onde após sugarem o sangue dos cachorros vão copular com as fêmeas nas paredes, os machos são aqueles que ficam em cima da mosca maior que são as fêmeas e possuem um pênis do comprimento de seus corpos.

150 ML de azeite virgem

7 pontas de brotos de alecrim colhido no pé

Ferva o azeite sem queimar, tire a panela ou frigideira do fogo, jogue as moscas machos (mortas ou vivas, tanto faz) e por último adicione os brotos de alecrim fresco. Volte a panela para o fogo e mexa por mais 3 minutos ou até ferver sem queimar novamente, deixe esfriar, coe com uma peneira de alumínio (não pode ser de plástico) e coloque numa garrafinha de vidro escuro e ponha uma rolha.
Deixe em local escuro e nos dias de lua cheia exponha o vidro aos raios lunares, após 3 exposições aos raios lunares já pode ser utilizado: passe somente nas áreas afetadas.

Foi fácil achar os ingredientes pois meus vizinhos possuíam vários pés de alecrim em seus quintais e minha tia maluca tinha um canil de dobermans onde eu conseguia as moscas. Ah! Meu pai sempre teve esses grimórios repassados de sua avó e tias avós. Nem sei se ele ainda tem pois a última vez que ví um estava caindo os pedaços.          

Mas não aguento mais gastar tanto dinheiro por mês comprando e passando químicos na cabeça para ter um resultado tão mixuruca...

Assim que sair do trampo (vou pedir demissão) não vou mais comprar essas tralhas químicas e assumir de vez a careca rapando toda semana a cabeça. Creio que somente o TRANSPLANTE pode resolver definitivamente o terrível e brochante problema de ficar CARECA, mas isso é para quem pode...

Att Gerson Rav